WordPress database error: [Table './virtu167_wrdp1/wp_supsystic_ss_views' is marked as crashed and should be repaired]
INSERT INTO wp_supsystic_ss_views (project_id, post_id) VALUES (1, 10573)

Panfletagem por *Claudia Komesu
Mais informações e notícias sobre apreensão de animais.

O tráfico de animais silvestres tortura e mata milhões de aves por ano

Se você comprar uma ave precisa ter certeza de que veio de um criadouro honesto. Não seja enganado: pesquise a reputação, confira tudo. Documentos falsificados e anilhas adulteradas são artifícios comuns.

A atividade de trapaceiros e a ingenuidade de novatos alimentam um comércio tenebroso e prejudicam a imagem da criação legal de aves.

O drama das aves brasileiras
Aquele pássaro na feira livre, na beira da estrada ou no pet shop pode ser um dos milhões que são roubados da natureza, transportados sem alimento, água ou ventilação e, se sobreviverem, correm o risco de ter as asas cortadas ou serem cegados para parecerem mansos. De cada 10 aves, 8 morrem na captura ou no transporte.

A Virtude-AG não gosta de ver aves em gaiolas, mas sabe que existem criadores sérios, honestos e que amam as aves. Ajudem a limpar a área, alertem os desavisados e denunciem as atividades criminosas.

Nenhum membro da Virtude-AG gosta de ver aves em gaiolas. Mas aprisionar animais é um costume antigo do ser humano, e o fato é que existem milhões de brasileiros com aves em gaiola. Muitas pessoas ingênuas que não sabem o quanto as aves sofrem, e acabam caçando aves silvestres, ou comprando aves sem se preocupar com a origem, e assim alimentam o hediondo comércio ilegal de animais silvestres.

Sabemos que existem criadores sérios e honestos, e que a criação de aves é uma atividade legalizada. Mas alguém é capaz de negar que esse interesse em ter uma ave presa alimenta a caça e o tráfico? Pessoas que caçam aves, falsificam documentos, adulteram anilhas? População local contratada por traficantes?

Se você realmente quer ter uma ave em gaiola, ajude a combater a caça e o tráfico: se comprar uma ave, precisa ter certeza da origem. Alerte e avise os novatos e ingênuos, explique para eles o problema do tráfico. E, se souber de atividades criminosas, denuncie.

 

Divulgue o combate ao tráfico (link para os cartazes zipados)

Faça sua parte, ajude a combater a caça e o tráfico

IBAMA: 0800-61-8080
linhaverde.sede@ibama.gov.br

www.renctas.org.br

Polícia Ambiental
www.pmambientalbrasil.org.br
– São Paulo: 11 5082-3330
– Rio de Janeiro: 21 2701-8262
– Belo Horizonte: 181 (Disque Denúncia)
ou 31 2123-1600

 

Outros temas da revista