Uma das grandes vantagens do birdwatching é que ele pode ser praticado em qualquer cidade. Mesmo as áreas urbanizadas estão cheias de aves. No meio da cidade de São Paulo você pode ver gaviões e falcões, periquitos, maracanãs, almas-de-gato, sabiás. É mais raro, mas já viram um martim-pescador em Higienópolis, e um príncipe no Pacaembu. A região da Cantareira ou o Parque Ecológico do Tietê têm uma grande diversidade. Qualquer área rural de uma cidade também rende fotos.

Cada birder passa por suas fases de interesses, mas uma coisa é fato: só se aprende fotografar fotografando. Saia para passear sempre que puder, sem esperar por um destino especial ou por um dia sem nuvens.

Aproveite todas as oportunidades

As aves estão em todos os lugares, não apenas na Amazônia e no Pantanal. Qualquer cidade, mesmo sem área preservada, alcança facilmente mais de 100 espécies. Todas as aves oferecem ótimas oportunidades fotográficas.

Nesta foto: garças-brancas-grandes no arrozal da Fazenda Nabor (antiga Fazenda Kanegae), em Tremembé – SP, convivendo perfeitamente com o maquinário. Momento registrado por *Marco Crozariol, com uma Sony DSC H-50. ISO 80, f/5, 1/125.

Os arrozais são locais ricos em aves, principalmente no verão. Colhereiros, maçaricos, frangos-d´água, polícia-inglesa-do-sul, gaviões, socós-boi, marrecos, patos, jaçanas. Você pode entrar no www.wikiaves.com.br, Menu Fotos, Busca avançada, Campo Local, e digitar “arrozal”.