O que esperar do passeio: longas distâncias, infraestrutura precária (exceto em locais como lodges e na cidade de Manaus), mata escura, avistamentos difíceis, aves tímidas embrenhadas em moitas ou na copa de árvores, insetos, calor úmido.

Em compensação: uma infinidade de aves fabulosas, não só pelo colorido, mas também pela raridade e diversidade. Você pode fazer várias viagens à Amazônia, e sempre verá espécies novas, e talvez tenha a honra de postar a primeira foto da espécie no Wikiaves. Todos os birdwatchers, e acho que esse “todos” é realmente todo mundo, não só os brasileiros, sonham com a Amazônia, seja no Brasil, no Perú, no Equador ou na Colômbia.

Talvez o bioma brasileiro mais fascinante

O bioma que cobre quase 50% do Brasil guarda muitas aves coloridas e espécies a serem descobertas. Longas distâncias, calor, chuvas, mata escura. As fotos bonitas geralmente são em árvores frutificando que atraíram as aves para mais perto do fotógrafo.

Apesar das dificuldades, a maioria dos birders sonha com a Amazônia, não há como resistir. Manaus é a cidade com mais infraestrutura e passeios a distâncias razoáveis.

Destinos populares: Cristalino Ecolodge, Manaus, Pousada Jardim da Amazônia, Presidente Figueiredo.

Guia: Reynier Omena Junior. Em Manaus, Vanilce Czaban agencia passeios, guia e ajuda com a logística.

A foto deste post é um sete-cores-da-amazônia lindamente registrado por *Michel Giraud Audine em seu jardim, na Guiana Francesa. Essa espécie também aparece no Brasil. Michel usou uma Canon 7D, lente Canon 70-300. ISO 200, f/7.1, 1/100.