Câmera: Canon Rebel T2i, lente Canon 300mm

Fiz essa foto sábado e os bichos me fizeram lembrar de você [Claudia Komesu]. Havia 4 indivíduos numa árvore que ficaram irritados com a minha presença. Pra deixá-los donos da situação, quando vocalizavam me encarando eu me afastava como se estivesse com medo; e aproximando-me e me afastando dessa forma eu fiz a melhor aproximação que já consegui com essa espécie. Fui embora deixando-os lá no mesmo local, vitoriosos.

Observação de Claudia Komesu, editora da Virtude-AG: uma ótima e inusitada técnica de aproximação, desenvolvida pelo Marcelo. Se alguém quiser testar, depois nos conte se deu certo. Mas se não der certo, não se sinta frustrado. Lembre-se que o Marcelo é alguém com muita experiência, competência, e sorte :o) Ou, dizem que ele tem sorte porque tem competência e experiência…

Para aves pequenas, o que já tinham me falado era para se aproximar quando ela está cantando, porque estaria mais distraída. No caso das aves de rapina, a técnica do Marcelo foi bem interessante.

Mais álbums do Lado B – 4a rodada

 

O Lado B da fotografia de aves é uma campanha da Virtude-AG pela valorização da beleza, criatividade e diversão, e não apenas a raridade da espécie e proximidade da ave.

Selecione fotos bonitas, e tente pegar as que passam essa sensação de “encarar”. Às vezes a ave está virada para frente, mas olhando ao longe, ou para outra direção. Escolha as fotos em que você se sente observado, analisado, medido ou até intimidado :o)