Mais uma manhã linda de sábado em Magé e um ótimo dia para passarinhar, juntamente com minha companheira a máquina fotográfica, fui mais uma vez a Barão de Iriri. Sempre me esqueço que tenho que ligar antes para o Sr. Nicolau, pois se eu não ligo avisando que estou indo quase sempre é difícil encontrá-lo em casa. Mas desta vez o encontrei sentado embaixo do coqueiro, descansando, pois tirou a manhã para aparar o gramado do quintal. Nesta ocasião não foi possível me acompanhar cedo, mas me pediu para que voltasse depois das 11 da manha.

sanã-carijó (Porzana albicollis)

sanã-carijó (Porzana albicollis)

  • filhote de jaçanã (Jacana jacana)
  • coruja-buraqueira (Athene cunicularia)
  • coruja-buraqueira (Athene cunicularia)
  • frango-d'água-comum (Gallinula galeata)
  • irerê (Dendrocygna viduata)
  • frango-d'água-azul (Porphyrio martinica)
  • coruja-buraqueira (Athene cunicularia)
  • urubu-de-cabeça-amarela (Cathartes burrovianus)
  • tico-tico-do-campo (Ammodramus humeralis)
  • sanã-carijó (Porzana albicollis)
  • joão-de-barro (Furnarius rufus)
  • figuinha-do-mangue (Conirostrum bicolor)
  • sabiá-barranco (Turdus leucomelas)
 

  • Texto e fotos: Paulo Dias
  • Câmera: Nikon D90, lente Nikkor 80-400

Por hora tive que procurar as aves sozinho, não demorou muito para escutar as sabiá-barranco (Turdus leucomelas) cantando no mangue, fui seguindo o seu canto e assim a encontrei paradinha em um galho cantando melodicamente ficou cantando por vários minutos e eu não pude deixar de contemplar a sua beleza…

Ali perto novamente encontrei um casal de figuinha-do-mangue (Conirostrum bicolor) , nessa área e fácil fácil de observá-las e fotografar, estavam caçando alguns mosquitinhos e dificilmente ficavam quietas..

Encontrei um filhote de joão-de-barro (Furnarius rufus) pedindo alimento enquanto o pai pousado no fio esperava o momento de descer para alimentar o seu filhote, fiquei aguardando para registrar este momento lindo, mas o filhote saiu andando em passos rápidos até chegar em uma cerca e então ele voou para o outro lado da cerca, o pai desceu e rapidamente e deu a gostosa papinha na boca do filhotão, estavam bem escondidos e sem chance de fotos, então o filhote voou e pousou na cerca de madeira e ficou ali por um tempo esperando novamente o pai…

Esperei novamente o ”Pai João” voltar mas o filhote deu uns pulinhos na cerca foi um pouco mais para frente e voou, desaparecendo no brejo ao lado…

Ouvi a vocalização da sanã-carijó (Porzana albicollis), bem próxima, tem um bom tempo que estou atrás de uma foto dessa espécie, então fiquei parado e ela cada vez vocalizava mais alto, fui me aproximando olhei em uma moita ao lado de uma valeta e a vi paradinha vocalizando, mas novamente passou um carro, (como da última vez quando estava prestes a fotografá-la), assim assustando-a. Porém notei um detalhe ela veio para minha direção e entrou em uma espécie de toca com muito mato trançado, fiquei olhando, vi algo pequenino e pretinho saindo da toca, era um filhote de sanã-carijó! Havia encontrando um ninho o filhote saiu rapidamente e voltou… me afastei um pouco coloquei o playback e ela me respondeu, parei de tocar e um silêncio pairou no ar por alguns minutos, até que ela novamente voltou a vocalizar, fui indo devagar para aquela mesma moita onde tinha avistado e ela estava parada no mesmo lugar vocalizando, enfim consegui fotografar essa linda espécie que tanto queria, valeu a canseira.

O tempo havia passado e eu nem tinha notado. Enquanto voltava à casa do Sr. Nicolau encontrei um tico-tico-do-campo (Ammodramus humeralis) cantando em cima de um galhinho quebrado e claro que não deixei de fotografá-lo.

Chegando na casa do Nicolau ele me ofereceu um almoço, não tive como recusar (pois estas coisas não se nega hehe) almoçamos, contei do meu feito com a sana-carijó onde mostrei a foto na câmera que ele ficou admirado, conversamos um pouco e logo saímos, ele ficou de me mostrar uma estrada nova que entrava na Rio-Teresópolis e saia em Cachoeira grande, pegamos o carro, entramos em uma estrada paralela que beirava o Rio Suruí, e logo estava em uma área rural. Ele me ofereceu para eu guiar carro naquela área pois caso eu avistasse algo eu parava e ali de dentro do carro registrava, não demorou muito e encontrei um urubu-de-cabeça-amarela (Cathartes burrovianus) sendo atacado por vários quero-quero , encostei o carro e desci para fotografar. O ataque tinha parado, porém o urubu estava lá um pouco assustado de ter levados alguns cascudos parado no mourão…

Fiquei ali observando o movimento, mas nada de interessante. Entramos no carro e continuamos a procura, passamos por vários campos e pastos, alguns lugares com vistas maravilhosas para a serra de Santo Aleixo, quando ouvi um grito de uma coruja-buraqueira, rapidamente parei o carro e fui a procura, e encontrei a linda parada na pedra me olhando com aqueles olhos amarelos e encantadores…

Passamos em frente a algumas fazendas e cachoeiras, e por fim saímos em Cachoeira Grande foi interessante aquela estradinha, mas o horário que fomos não havia muita movimentação de aves, a não ser alguns caracarás, e gaviões-carijós que avistamos pelo caminho, fomos em outra área chamada de Vala-preta, eu nunca tinha visitado esta área achei muito interessante e pude fazer 3 registros novos para Magé.

Entramos no Rio do Ouro e fomos a direção da Vala-preta, a estrada ia beirando um pequeno córrego, desta vez pedi para o Sr. Nicolau ir dirigindo enquanto eu ficava na janela olhando para ver se encontraríamos algo, não demorou muito e vimos bastante movimentação no córrego, conseguimos registrar filhote de jaçanã (Jacana jacana), frango-d’água-comum (Gallinula galeata), frango-d’água-azul (Porphyrio martinica) e irerê (Dendrocygna viduata), registros novos e interessantes pois não havia para esta área e tudo isso sem sair do carro hehehe…

Na volta fomos surpreendidos por vários filhotes de coruja-buraqueira que fazia um campo de futebol como moradia, eram tão fofinhos que pareciam ser até de pelúcia..

Meu dia estava pra corujas e adorei esses encontros que eu tive com elas, obrigado a todos e ate a próxima passarinhada…