Passeio: as belas asas que nos rodeiam – quando a aventura está mais perto do que imaginamos. Um dia comum em Vista Alegre do Alto – SP,  jul/12. Por Daiane Barros.

Sempre leio os relatos das viagens de passarinhada dos amigos aqui do Virtude e, como vocês, estou sempre a procura de lugares que possam proporcionar, além de belas surpresas aladas, belos clicks também. Procurar novas aventuras em buscas das aves é sem dúvida muito bom, mas às vezes a gente não percebe que a diversão …

Passeio: Parque Villa-Lobos, São Paulo – SP. O dia em que saí para conversar com uma velha amiga e voltei passarinheira,  maio/12. Por Tatyana Ferlin.

(…) E, por fim, a última lição que tomei desta aula de passarinhar foi que até uma máquina com zoom mediano pode tirar algumas fotos legais. Nesses anos todos em que ouvi a Clau falar de sair para fotografar animais e aves eu pensava: “Ah, um dia, quando eu tiver uma máquina bem legal, também …

Passeio: rolando na grama com os canários. Parque Villa-Lobos, maio/12. Por Claudia Komesu.

Talvez seja como mudar a lente, trocar a panorâmica por uma macro, parar de olhar só o big picture e ser capaz de reparar nos detalhes, nos passarinhos minúsculos se alimentando em meio a pedregulhos atrás de um alambrado, ver um bando de aves comuns na grama recém cortada e saber que aquilo é uma …

Passeio: Parque do Ibirapuera – xodó dos paulistanos, maio/12. Por Silvia Linhares.

Gosto de ir ao parque fotografar aves bem cedinho, durante a semana, pois o movimento é menor. Há muitas aves nos lagos, como irerê, biguá, garça-moura, socozinho, garça-branca grande e pequena, frango d’água, martim-pescador. Em outros cantos do parque você avista sabiás-laranjeira, joão-de-barro, cambacicas, bem-te-vis, pica-paus, corruíras, pitiguaris, sanhaçus, saíras, beija-flores, periquitos, aves de rapina, …

Passeio: Festival das Cerejeiras do Horto Florestal de São Paulo,  maio/12. Por Dario Sanches.

O Festival das Cerejeiras é uma ótima opção de lazer para o paulistano fazer com a família e está aberto ao público durante todo o mês de julho. Além da beleza das flores e da paisagem, os observadores de aves têm ótimas oportunidades de fotografar espécies como o saí-azul, o gaturamo-bandeira e vários beija-flores.  

Belo Horizonte – MG e arredores. Mais de 280 espécies de aves em locais de fácil acesso, mar/12. Por João Sérgio Barros.

Belo Horizonte conta com inúmeras áreas preservadas, onde também podemos encontrar campos rupestres e campos ferruginosos, biomas ameaçados pela mineração, além de áreas ainda muito pouco amostradas, como a região da serra da Gandarela. Até existe na literatura um registro recente, não documentado, de uma grande ave de rapina, que foi atribuída à harpia (a mais poderosa águia do mundo), para a região metropolitana de BH!