Conhecimento: O incrível gavião na Flona do Tapajós, mar/13. Por Robson Czaban.

WordPress database error: [Table './virtu167_wrdp1/wp_supsystic_ss_views' is marked as crashed and should be repaired]
INSERT INTO wp_supsystic_ss_views (project_id, post_id) VALUES (1, 26892)

WordPress database error: [Table './virtu167_wrdp1/wp_supsystic_ss_views' is marked as crashed and should be repaired]
INSERT INTO wp_supsystic_ss_views (project_id, post_id) VALUES (1, 26892)

WordPress database error: [Table './virtu167_wrdp1/wp_supsystic_ss_views' is marked as crashed and should be repaired]
INSERT INTO wp_supsystic_ss_views (project_id, post_id) VALUES (1, 26892)

(…) Para nossa surpresa, começaram os comentários de que não seria um Spizaetus ornatus (gavião-de-penacho), mas um Leptodon cayennensis (gavião-de-cabeça-cinza), numa fantasia fantástica do primeiro. Vários colegas do site ponderaram tal afirmação, baseando-se em dados como o tamanho do bico, a posição do olho, a proporção das asas e da cauda, o tamanho das garras, etc.  

Relato de viagem: Parauapebas – Carajás (PA) dez/2011. Por Claudia Komesu.

WordPress database error: [Table './virtu167_wrdp1/wp_supsystic_ss_views' is marked as crashed and should be repaired]
INSERT INTO wp_supsystic_ss_views (project_id, post_id) VALUES (1, 1444)

Aventuras Fotográficas com Edson Endrigo na Floresta de Carajás, na cidade de Parauapebas – PA. Um ambiente muito difícil para fotografar aves, mas onde é possível ver casal de harpias e também o gavião-de-penacho na beira de estradas, além de várias espécies incomuns, inclusive algumas sem registro no Wikiaves.

Relato de viagem – Norte do Tocantins set/2011 – por Claudia Komesu

WordPress database error: [Table './virtu167_wrdp1/wp_supsystic_ss_views' is marked as crashed and should be repaired]
INSERT INTO wp_supsystic_ss_views (project_id, post_id) VALUES (1, 1575)

Sentados na varanda, olhando aquelas palmeiras altas, vendo sobrevoar os xexéus, os papagaios, as jandaias, os pássaros-pretos, você vê como é fácil amar aquele lugar, do jeito que o Rafael (o dono da fazenda) ama, e busca uma forma de cuidar dela sem ter que partir pra criação extensiva de gado, ou para a destruição que a soja traz.