Workshop de Fotografia de Aves da Mata Atlântica, com João Quental, 24 a 26 de agosto de 2012 no Hotel Fazenda Caco de Cuia em Itabirito – MG (a 70km de Belo Horizonte)

Este workshop já aconteceu. Veja abaixo link para o relato de um dos participantes. João Quental é conhecido por todos no meio do birdwatching por suas belas fotos, apuro técnico, e grande experiência em campo. Quental tem feito diversos Workshops (fez em Ubatuba – SP, Afonso Claudio – ES), e agora em Itabirito – MG. …

Destino Favorito: Extrema – MG,  jun/12. Por Wilson Lucheti e Ricardo Q T Rodrigues.

Por que vale a pena: Extrema é a primeira cidade do Estado de Minas Gerais , que sempre deixou claro sua vocação para o ecoturismo, com possibilidades de fazer rafting, rapel, voo livre, cavalgadas entre outros e muitas aves. Além, naturalmente, dos doces e quitutes mineiros à venda na cidade. Tudo isso pode proporcionar passeios …

Passeio na região da Canastra:  arraial de São João Batista. Muitas aves e delícias da comida mineira, maio/12. Por João Sérgio Barros.

A pedido de Claudia Komesu, para quem João tinha mencionado o tal arraial onde se come muito bem na região da Canastra, João escreveu um post que une belas fotos do cerrado e indicações sobre onde se esbaldar com as delícias da comida mineira.

Belo Horizonte – MG e arredores. Mais de 280 espécies de aves em locais de fácil acesso, mar/12. Por João Sérgio Barros.

Belo Horizonte conta com inúmeras áreas preservadas, onde também podemos encontrar campos rupestres e campos ferruginosos, biomas ameaçados pela mineração, além de áreas ainda muito pouco amostradas, como a região da serra da Gandarela. Até existe na literatura um registro recente, não documentado, de uma grande ave de rapina, que foi atribuída à harpia (a mais poderosa águia do mundo), para a região metropolitana de BH!

Destino favorito: Sacramento e Serra da Cananastra (MG), mar/12. Por Alessandro Abdala.

Por que vale a pena: Sacramento está situada numa área de transição entre Mata Atlântica e Cerrado. A coexistência desses dois biomas garante uma grande ocorrência de aves. A lista oficial da cidade já conta 403 espécies, só no Wikiaves são mais de 300 espécies publicadas, algumas raras e emblemáticas como o pato-mergulhão (Mergus ocoscetaceos), …