Momento Mágico: algumas aves de rapina, e meu encontro com o chifre-de-ouro, fev/13. Por João Sérgio Barros.

“Lato sensu”, toda vez que miro o céu ou alguma árvore com a esperança de achar alguma ave interessante, vivo um momento mágico. Sou um apaixonado pela observação de aves e a paixão por si só é algo mágico: não tem explicação, razão, motivo ou circunstância. Como num passe de mágica, simplesmente acontece. Mas é …

Passeio: REGUA – Reserva Ecológica de Guapiaçu, Cachoeiras de Macacu – RJ, dez/2012. Por João Sérgio Barros.

Tudo começou quando vi uma das esplendorosas fotos do Gabriel Mello clicada de uma torre de observação recém-construída na Reserva Ecológica de Guapiaçu, a REGUA. Era um tiê-galo (Lanio cristatus), bicho que sempre tentei fotografar no Jardim Botânico do Rio, mas nunca sequer tinha visto. Aquele registro aguçou minha vontade. Uma torre de observação em …

Lapinha da Serra (Serra do Cipó) – sossego nas alturas, out/2012. Por João Sérgio Barros.

Lapinha da Serra é uma pequena vila que pertence a Santana do Riacho, município conhecido por abrigar o Parque Nacional da Serra do Cipó (a 90km de Belo Horizonte). Lapinha faz parte do circuito turístico da Serra do Cipó, contudo fica um pouco distante do Parque, o que proporciona um sossego raramente desfrutado por quem costuma frequentar a …

Relato de workshop com João Quental no Hotel Fazenda Caco de Cuia em Itabirito – MG, ago/12. Por João Sérgio Barros.

Bem, sobre o workshop do professor João Quental, só posso dar 5 estrelas! Com sua excepcional didática, adquirida ao longo de vasta carreira acadêmica, desfilou com maestria os principais temas que não poderiam faltar quando o assunto é fotografia de aves. De equipamentos a tratamento de imagem, passando por curiosas histórias amealhadas ao longo de …

Belo Horizonte – MG e arredores. Mais de 280 espécies de aves em locais de fácil acesso, mar/12. Por João Sérgio Barros.

Belo Horizonte conta com inúmeras áreas preservadas, onde também podemos encontrar campos rupestres e campos ferruginosos, biomas ameaçados pela mineração, além de áreas ainda muito pouco amostradas, como a região da serra da Gandarela. Até existe na literatura um registro recente, não documentado, de uma grande ave de rapina, que foi atribuída à harpia (a mais poderosa águia do mundo), para a região metropolitana de BH!