• Os psitacídeos(papagaios, araras etc) são muito sociáveis e o comportamento acima registrado serve para estreitar tais laços. Qualquer semelhança com a raça humana não é mera coincidência.
  • As gralhas também. Quem nunca catou carrapato, cravo, piolho e afins no ser amado?
  • Quem nunca exibiu o peitoral para uma fêmea?
  • Esta fêmea agradece o presente do amado, um delicioso inseto
  • Tem alguém aí?
  • Parece briga, mas eles estavam se divertindo com um cabo de guerra
  • Parece que a garça se admirava num espelho, até o savacu deu uma espiadinha
  • Cuméquié?

 

Observando as aves no seu habitat podemos muitas vezes nos deparar com comportamentos muito parecidos com os nossos. Não à toa os taxonomistas nos classificam no mesmo Reino.


 

Obs de Claudia Komesu, editora do Virtude-AG: o amigo João Sérgio Barros além de ótimo fotógrafo é alguém que valoriza a fotografia de aves que vai além da lista de lifers ou fotonas de peninhas bem definidas. O João é apaixonado pelas aves – em especial as de rapina – e está sempre pensando nos bichos. Recentemente ele criou o blog ave-amigos.blogspot.com.br, para ter mais um canal de expressar o amor pelas aves, e combinamos que de vez em quando puxarei uns posts de lá pra cá. Apesar deste post escolhido ter um texto curto, a seleção de fotos e as legendas são de alguém que passou muito tempo selecionando as imagens. Obrigada, João!