(Viagem feita em jan/2011, relato transposto em jul/2012). Apesar da chuva, calor e muitos mosquitos, em uma semana registrei mais de 100 espécies de aves e tive 44 lifers. Um mais bonito que o outro. Postei 87 fotos no Wikiaves.

Picaparra (Heliornis fulica) Sungrebe

 

  • Texto e fotos: João Marcelo da Costa (da Reserva Guainumbi)
  • Relato de viagem ao Sesc Pantanal em janeiro de 2011
  • Observação da Virtude: janeiro é época de chuva, calor e mosquitos, apesar de sempre haver muitos bichos, como é possível ver pelas lindas fotos do João Marcelo. Mas se você sofre muito com essas adversidades, programe sua viagem para o segundo semestre, entre agosto a setembro.
  • Site do Sesc http://www.sescpantanal.com.br/index.php?l=br. Clique no item do menu à esquerda, “Hotel SESC Porto Cercado.”

Recebi alguns pedidos de dicas sobre Poconé -SESC Pantanal e Transpantaneira, então resolvi fazer um relatório de minha pequena viagem. Fui de avião, pela Azul, via Campinas- Cuiabá. Além de mais barato, cheguei bem rápido e já tive meu primeiro lifer, o tuiuiú, ainda de manhã, seis horas depois de ter pego o vôo…rs

Para ir de Cuiabá a Poconé, peguei um táxi e fiz um acordo com o taxista para já ir passarinhando pelo caminho. Em 2 horas de estrada, já estava no belo SESC PANTANAL.

(Observação da Virtude: parece que o SESC também oferece transfer barato em horários fixos, e mais caro em horários personalizados. Informações sobre preço e traslado.).

O Hotel é, na verdade, uma pequena parte da bela RPPN que o SESC criou por lá. Quem dera, outras organizações fizessem o mesmo… Tem estrutura de Hotel fazenda ou um Eco-Resort, com piscinas, cinema, cavalos e estrutura para toda família. Fui com minha mulher e ela ficou muitas vezes no hotel, enquanto eu andava, feito maluco por tudo quanto é canto..rs

Somos sócios do SESC e, por isso, os custos de hospedagem com pensão completa foram bem acessíveis. Avião barato , hospedagem barata. Pantanal já é um sonho bem mais acessível para os observadores de aves e vale muito a pena!

Fiquei uma semana, registrei mais de 100 espécies de aves e tive 44 lifers. Um mais bonito que o outro. Postei 87 fotos no Wikiaves.

O SESC PANTANAL tem ótimas trilhas e passeios de barco, mas o grande problema é que elas são percorridas em grupos e esses grupos, na sua grande maioria, são formados por famílias em busca de diversão, fazendo barulho, contando piadas, cantando e isso atrapalha muito a observação da natureza.

O entorno do SESC é muito bom. A estrada que liga o SESC a Poconé tem muitos atrativos, como o tachã, gavião-belo, cavalaria, coleiro-do-brejo, cujubi, carretão, asa-de-telha, iraúna, cardeal-do-banhado. Dá para ir andando a pé, de bicicleta ou de carro…

Na trilha interna do SESC, que liga o Hotel ao Rio Cuiabá. Vi mutuns, chora-chuva, surucuá-de-barriga-vermelha, picaparra, araçari-castanho…

Não podia perder a Transpantaneira e acabei alugando um carro no próprio SESC. Os funcionários alugam seus carros particulares para os turistas. Não pude fazer a estrada inteira, o que foi uma pena, pois não tinha 4 x 4 para alugar e estava chovendo todos os dias. Fui até o Rio Pixaim, ou seja, 40 km de estrada aproximadamente, o resto fica para a próxima!

Na Transpantaneira vi o maçarico-real, periquito-de-cabeça-preta, jaó, João-pinto, emas,além de cervos do pantanal, jacarés, bugios, iguanas, capivaras, lagartos e paisagens maravilhosas…

Errei a época de ir. Choveu muito e tinha MUITOS MOSQUITOS, mas valeu a pena. Gostaria de repetir a dose, um dia, mas ir na seca e fazer a Transpantaneira inteira. Um dia eu volto…

 

Abraços

JM