(…) Passados os 3 dias de pesca, eu já estava ficando louco, pois era muita ave transitando em minha frente e eu havia prometido a mim mesmo que não fotografaria enquanto estivesse no programa de pesca com meu pai. Foi angustiante ver a águia-pescadora pousada em um tronco seco acima nosso barco procurando por peixes, as araras em enormes bandos e sempre escandalosas cortando os céus da represa e não fotografar!!!! Vi e ouvi muitas aves e tinha certeza que isso era só um esquenta para minha estadia em Manaus pós pescaria.

Caneleiro-da-guiana (Pachyramphus surinamus) Glossy-backed Becard

 

  • Texto e fotos: Sergio Coutinho
  • Câmera: Canon 7D e lente 100-400 para as fotos de aves
  • Site: http://rotadasaves.wordpress.com/
  • Passeio realizado no início de agosto de 2012

Quando fui convidado por meu pai para fazer uma pescaria no Amazonas, logo aceitei, nem perguntei onde era. Vieram dezenas de aves em minha mente naquele momento, só imaginava o paraíso!!!!. Logo que ele falou que iríamos para a Ilha do Jeff, uma pousada com estrutura para pescadores esportivos e com cota ZERO de peixe (ou seja, é só pesca esportiva, a pessoa não tem que devolver o peixe para a água), entrei no Google para saber onde ficaria esse local.

Para minha alegria, fica em Presidente Figueiredo (a cidade do galo-da-serra). O lago de Balbina como é conhecido é muito famoso pela pescaria esportiva de Tucunaré, tem muito peixe grande por lá! Após o programa de pesca, eu iria esticar o passeio em Manaus e fazer umas passarinhadas com o amigo Felipe Bittioli.

Passados os 3 dias de pesca, eu já estava ficando louco, pois era muita ave transitando em minha frente e eu havia prometido a mim mesmo que não fotografaria enquanto estivesse no programa de pesca com meu pai. Foi angustiante ver a águia-pescadora pousada em um tronco seco acima nosso barco procurando por peixes, as araras em enormes bandos e sempre escandalosas cortando os céus da represa e não fotografar!!!! Vi e ouvi muitas aves e tinha certeza que isso era só um esquenta para minha estadia em Manaus pós pescaria.

Em Manaus meu foco além das aves era a parte cultural da cidade. Procurei visitar os mercados, teatro, monumentos, praia artificial, INPA, enfim, algo que acrescentasse em minha viagem.

Logo no primeiro dia, voltei a Presidente Figueiredo para ver ogalo-da-serra. Existem duas opções de avistamento, não lembro os nomes dos locais, porém um é pago e você vai com guia e tem um outro local gratuito e nesse eu avistei com certa facilidade. A maior dificuldade é a inclinação do terreno, muito íngrime e a vegetação cobre muito a visão, é preciso paciência para achar uma boa janela para fotografar o bicho.

Dentre os locais que passarinhei, destaco o IGAPÓ, o passeio saiu da cidade de Iranduba-AM. Vimos bastante bicho diferente e até com uma certa facilidade, o ponto alto do passeio foi o avistamento da cigana, martinho, frango-d´água-pequeno e picaparra, essa última tinha bastante por lá!

Fui à famosa Torre ZF2, que subida hein!!!! Muito legal a passarinhada, recomendo chegar bem cedo pois os bichos madrugam por lá! Não esqueçam da autorização no INPA, deve-se pedir com no mínimo 3 dias de antecedência e ir acompanhado de alguém que lá trabalhe.

Um momento fascinante da torre, não foi em seu topo e sim na base! O uirapuru-verdadeiro deu um show de cantoria, apareceram 2 indivíduos e um deles ficou a menos de 2 metros de distância e na linha da cintura, foi inacreditável o mole que deu!!! Mesmo assim não consegui fazer a foto, local muito escuro e a câmera demorou para focar… Fiquei satisfeito em ver e gravar esse lindo som da natureza!

Fiquei muito satisfeito com essa passagem pelo Estado do Amazonas! Pesquei, passarinhei, conheci costumes e alimentos típicos e ainda pude jogar uma partida de playstation com um garçom de um restaurante!! que parou de trabalhar, ligou o videogame na tv do salão principal e a farra foi geral!!!

Obrigado a toda galera Manauê, (o correto é Manauara) anfitriões Felipe Bittioli e sua esposa Renata Gomes as amigas Renata Barreiros e Vanessa que nos acompanharam nos passeios turísticos.