Câmera: Canon 7D, lente Canon 100-400 e 70-300. Duas fotos com a Canon SX30

Sabe, o legal de termos um grande arquivo de fotos é poder rever o trabalho que a gente fez e constatar a nossa evolução. O nosso olhar muda, a nossa maneira de fotografar muda e até a maneira de selecionar fotos muda. Por isso não jogo fotos fora a não ser aquelas que ficaram totalmente arruinadas. Até uns dias atrás eu buscava nas minhas fotos de aves o “perfil Wikiaves”. Você sabe bem o que é isso. Aí depois você veio com essa história de lado B. Eu adorei. A escolha das primeiras fotos que enviei para o lado B me mostraram coisas que eu não estava mais vendo nas minhas fotos, a arte na fotografia, e não a ave perfeita, a foto perfeita para o Wikiaves, mas sim aquela que deixava meus olhos brilhantes por tê-la produzido.

Quando você me pediu para publicar a matéria sobre o PETAR e disse “Se quiser, para a capa pego sua foto do penachudo do Wikiaves, aquela dele pousado com olhar matador”, nossa, achei esse seu comentário o máximo e vi que tinha escolhido aquela foto por ser a que mais agradara aos meus olhos. Daí veio essa nova proposta e lá vou eu olhar todas as minhas milhares de fotos novamente. Consegui selecionar 173 e agora reduzi para 65 e tenho, não sei como, chegar a umas 20 para te mandar para a rodada 4 do Lado B: Olha pra mim… Consegui reduzir para 38…não consigo eliminar mais nenhuma, fica a seu critério.

O mais bacana dessa revisão foi identificar os diversos olhares das aves… desde os olhares profundos das corujas e o gaviões que nos encaram sem medo, até outros que me surpreenderam: olhares raivosos, medrosos, alegres, assustados, enfezados, defensivos, curiosos, ternos, sim identifiquei aves me olhando com olhos cheios de ternura… e ainda uns com olhares exibidos, tipo, “quero ver me fotografar”, outros que parecem dizer: “tô te vendoooo!”, e ainda os olhares 43, “aquele assim meio de lado, já saindo, indo embora,” (Banda RPM). Enfim, uma coleção de emoções.

Obrigada por ter acendido essa luz novamente dentro dos meus olhos.

Observação de Claudia Komesu, editora da Virtude-AG: sou eu que agradece pela grande participação da Silvia Linhares, uma passarinheira muito querida e animada, com lindas fotos, cheias de emoção, e toda uma história de amor pelas aves.

Mais álbums do Lado B – 4a rodada

 

O Lado B da fotografia de aves é uma campanha da Virtude-AG pela valorização da beleza, criatividade e diversão, e não apenas a raridade da espécie e proximidade da ave.

Selecione fotos bonitas, e tente pegar as que passam essa sensação de “encarar”. Às vezes a ave está virada para frente, mas olhando ao longe, ou para outra direção. Escolha as fotos em que você se sente observado, analisado, medido ou até intimidado :o)