Paulo Eduardo Ribeiro Casemiro

O que agrada aos olhos faz bem ao coração

Às vezes, é inusitado e até mesmo intrigante ver pessoas no campo, em rios ou matas, por horas a fio, atentas às aves, insetos, plantas e tudo mais, relativo à natureza. Ora permanecem escondidas, ora se deslocam daqui para lá e de lá para cá. Outras vezes, em silêncio, ficam imóveis demoradamente, parecendo estar dissolvidas no ambiente. De qualquer forma, na observação de aves o indivíduo tem a oportunidade de ser expectador e cúmplice da natureza

 

Participação no Virtude

 

Amigos do Virtude-AG