O Banhado dos Pachecos é um assentamento de 376 famílias realizado pelo INCRA no município de Viamão, região metropolitana de Porto Alegre, em uma área de quase 10.000 hectares. Lá se localizam as nascentes do Rio Gravataí, um dos afluentes do Rio Guaíba. Além do assentamento, uma grande área de preservação de 2.500 hectares é mantida com o nome de Refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos – RVSBP, onde ainda existem, entre outros animais, o cervo-do-pantanal.

Briga de tachãs

Briga de tachãs

 

A área recebe visitas de escolas e de pesquisadores, não sendo aberta ao público em geral. Dentro do refúgio, existem duas trilhas principais, a do cervo e a da barragem da represa.

O acesso se faz pela rodovia RS-040, de Porto Alegre até o distrito de Águas Claras em Viamão, onde se entra em uma estrada municipal de saibro, por um trecho de 4km até a sede do refúgio de vida silvestre, que é administrado pela secretaria de meio ambiente do estado do RS.

Nessa visita nosso grupo contou com mais de 20 associados presentes. Visitamos as duas trilhas, em grupos separados para melhor aproveitamento, não afugentando tanto os animais. Os grupos se alternaram nas duas trilhas, percorrendo cada uma delas em um dos turnos.

A trilha da barragem apresenta várias zonas alagadas, exigindo o uso de botas impermeáveis para a travessia mais segura. É uma zona de planície, com vegetação baixa, banhados de palha e pouquíssimas árvores de pequeno porte.

A trilha do cervo, já é numa zona mais alta, não havendo tantas zonas de banhado, e composta em grande parte por uma mata baixa, abrigando portanto outras espécies de aves.

O dia estava bem frio, com temperatura que não ultrapassou os 17 ºC, com cobertura por nuvens baixas, e uma leve precipitação no meio da tarde, que convidou os observadores a encerrar a visita.

Mesmo assim, pudemos avistar um bom número de espécies de aves, além de outros animais silvestres, como capivaras. O cervo do pantanal não foi avistado nesta visita.