Texto e fotos: Claudia Komesu

Uma das pessoas que mais gostei de conhecer é a Dina Bessa. Ela mora em São José do Rio Preto, é uma pessoa muito zen e gentil e tira fotos ótimas. Acho que gostei tanto da Dina também por uma afinidade de coisas que a gente gosta e não gosta no mundo passarinheiro.

Quando você chega em Rio Preto de avião, é uma visão desoladora, você só vê pasto e plantação. Mais uma vez, provando que as aves estão em todos os lugares, assim como o Geiser em Jacutinga a Dina em Rio Preto consegue maravilhas. Da última vez que fomos passarinhar ela me levou para algumas estradas rurais que ela tinha mapeado, onde tinha encontrado sozinha o cardeal-do-banhado. Minhas fotos não ficaram grande coisa, mas isso não tem nada a ver com a Dina.

Minha irmã mora em Rio Preto e quando vou visitá-la tento arrumar um tempinho para passear com a Dina. As pessoas sempre reclamam do calor, mas para quem já passarinhou no calor da Mata Atlântica de calça comprida e bota, não parecia tão ruim passarinhar de bermuda e sandália na cidade e nas estradas rurais. Há uma lagoa bonita no meio da cidade, onde dormem garças, e por onde circulam várias aves.