Em junho de 2011 organizei um passeio com um grupo no Parque do Rio Jaú. Convidados via Facebook, compareceram dez adultos e três crianças. Foi um dia incrível, fiz um roteiro explicando a observação de aves, conversamos e depois percorremos o parque, que é pequeno para avistar as aves. Conseguimos ver andorinhas, sanhaçus, tuins, o príncipe e até a saracura-três-potes.

 

Nesse passeio errei ao levar minha câmera, tem uma amiga que brinca com isso até hoje. De certa forma intimida uma Nikon D90 + lente 80-400mm, apesar de todas as ressalvas possíveis.

O ponto alto foi um fato extra-observação: uma das participantes achou uma sacolinha e foi recolhendo o lixo do parque. Achei o máximo. Depois da eleição vou fazer um mutirão no parque. Agora, vão achar que é ato político-eleitoral, apesar de não ser candidato. Irão apontar que estou contra o prefeito. Isso explica como demoramos a perceber nossas reais possibilidades. Ou ações simples que são valiosas.

Convidei em uma segunda ocasião para irmos ao bairro rural da Independência e apenas duas pessoas compareceram. Acabamos indo e fotografando o patrimônio histórico da localidade. Depois, disso não convidei ou convoquei no Facebook para outras saídas. O Parque de Jaú se tornou muito frequentado por pessoas, o que dificulta o avistamento das aves.

Mas essa primeira saída de junho rendeu bons frutos: formamos um grupo de amigos, e saímos praticamente todos os finais de semana para observar aves em Jaú ou na região. Você pode ver algumas fotos no meu blog, mas a maioria está postada no Wikiaves. Quem tiver interesse em passarinhar em Jaú, pode entrar em contato comigo.