No mês de outubro começamos a avistar as primeiras aves migratórias no litoral norte do Estado de São Paulo, mais especificamente Caraguatatuba, cidade localizada a aproximadamente 180km da capital do Estado.

trinta-réis-de-bando

trinta-réis-de-bando

 

Nesse primeiro post do blog, vou falar sobre aves em ambientes costeiros. No mês de outubro começamos a avistar as primeiras aves migratórias no litoral norte do Estado de São Paulo, mais especificamente Caraguatatuba, cidade localizada a aproximadamente 180km da capital do estado.

Esse período de migração é muito interessante, ilustres visitantes que estão rumo ao sul , podem ser avistados ao longo da orla marítima.

Nessa temporada, em Caraguatatuba ja foram avistados as seguintes espécies:

  • Maçarico-branco (Calidris alba)
  • Maçarico-de-sobre-branco (Calidris fuscicollis)
  • Maçarico-acanelado (Tryngites subruficollis)
  • Maçarico-de-bico-virado (Limosa haemastica)
  • Maçarico-de-papo-vermelho (Calidris canutus)
  • Maçarico-pernilongo (Calidris himantopus)
  • Maçarico-rasteirinho (Calidris pusilla)
  • Maçarico-solitário (Tringa solitaria)
  • Maçarico-de-perna-amarela (Tringa flavipes)
  • Maçarico-grande-de-perna-amarela (Tringa melanoleuca)
  • Vira-pedras (Arenaria interpres)
  • Trinta-réis-real (Thalasseus maximus)
  • Trinta-reis-de-bando (Thalasseus acuflavidus)
  • Trinta-réis-de-bico-vermelho (Sterna hirundinacea)
  • Trinta-reis-de-coroa-branca (Sterna trudeaui)
  • Talha-mar (Rynchops niger)
  • Batuiruçu-de-axila-preta (Pluvialis squatarola)
  • Batuiruçu(Pluvialis dominica)
  • Batuira-de-bando (Charadrius semipalmatus)
  • Batuira-de-coleira (Charadrius collaris)

O local onde geralmente são observadas as aves é na praia das Palmeiras, que fica na região central da cidade, procure também nas margens do rio Juqueriquere, que fica no final da praia.

Mesmo que o tempo esteja chuvoso, vale a pena procurar, geralmente na virada do tempo chegam novos visitantes , seja por “acidente climático” ou apenas parada para descanso.

Além das migratórias, ótimas chances de fotografar outras aves que estão pela orla como garça-azul (Egretta caerulea), garça-real (Pilherodius pileatus), garça-branca-grande (Ardea alba), garça-branca-pequena(Egretta thula), garça-moura (Ardea cocoi), Gaivotão(Larus dominicanus), tesourão(Fregata magnificens) e no mangue, ao lado do comercio de peixes do camaroeiro a saracura-do-mangue (Aramides mangle), savacu-de-coroa (Nyctanassa violacea) e savacu (Nycticorax nycticorax) .

Vale a pena reservar alguns dias de sua agenda para visitar o litoral, existem outras excelentes opções de passarinhadas, um local que merece ser visitado é o PESM (Parque Estadual da Serra do Mar), com avistamentos memoráveis como chibante (Laniisoma elegans), patinho-gigante (Platyrinchus leucoryphus) entre outras maravilhas observadas no local. Se sobrar um tempinho, vá até Ubatuba, um polo nacional de birdwatching!

Precisando de um guia de observação na região, indico o Rafael Fortes (rafja@ig.com.br), exelente profissional que conhece o litoral como a palma da mão!

 

PESM: http://www.ambiente.sp.gov.br/parque-serra-do-mar-nucleo-caraguatatuba/

 

Dicas para observação na praia

Use roupas leves e confortáveis;

Passe bastante protetor solar;

Leve água mineral;

Prefira o início da manhã ( até as 9/10h ) ou o final da tarde (após as 16h), a luz é mais suave e bonita;

Use binóculo, faz falta para avistar à distância, já que a orla é bem extensa;

Leve um bom tripé;

Tenha paciência para se aproximar bem lentamente e fotografe no “mesmo nível” da ave, muitas vezes deitado no chão;

Procure se posicionar sempre possível com o sol nas costas;

Faça movimentos leves, as aves se assustam facilmente;

Arrume as malas e boa viagem!

 

obs: as dicas também são de autoria do Sergio Coutinho

 

Mata Atlântica (+)