Meus sogros têm uma casa em Campos do Jordão, por isso vou lá com frequência. Logo que deixei o trabalho na consultoria, quis experimentar a vida de poder viajar no meio da semana. Fui pra Campos numa quarta, e tive a sorte de pegar a frutificação de uma bolinha cor-de-rosa que atraiu gaturamos-rei e gaturamos-bandeira.

MM_gaturamos-rei_Claudia_Komesu_07

 

  • Texto e fotos: Claudia Komesu
  • Câmera: Nikon D300 e lente Sigma 50-500 VR

Meu primeiro passeio na nova vida de aposentada. Poder pensar “amanhã (quarta) vou pra Campos”, e simplesmente ir. A casa triste sem ninguém, fantasmas correndo pela casa e sentados na cozinha. Frio de ter que ligar o aquecedor no máximo e se sitiar em um quarto.

Durante o dia, como manda o figurino: na primeira manhã, estrada para a Pedra do Baú (tangará, estalinho, surucuá, caneleirinho-de-chapéu-preto, tesoura-cinzenta, arapaçu-de-garganta-branca). Amantikir à tarde (pintassilgo, sanhaçu-frade, gibão-de-couro, beija-flor-de-papo-branco, rubi, ferreirinho-relógio).

Na sexta pela manhã a estrada da Tijuca rende apenas belas fotos de flora, mas totalmente silenciosa e vazia. Na volta pra casa, perto da hora do almoço, resolvo parar na estrada de terra em frente ao finado Gato Gordo. Algumas sálvia-beija-flor floridas me atraem. Papo-branco. Um pequenino verde com topo da cabeça vermelha, e como sou megalomaníaca a primeira coisa que fiz foi prender a respiração ao pensar em Calyptura cristata. Quase isso: um Piccumnus cirratus. Voa na minha direção e para e um tronco na minha frente. Cavando o ninho. Mais a frente um bandinho de pequeninos em um pinheiro-bravo. Registro, olho na tela da câmera, e quase morro de novo, mas dessa vez era de verdade: a inconfundível fronte azul-paraíso de uma fêmea de gaturamo rei. Casal e uma filhotona grande, gaturamos-bandeira junto. Luz difícil, terreno difícil, mas total encantamento.

Volto ao ponto dos gaturamos na manhã seguinte. Chego às 6h30, nada  até que às 8h30 aparece o casal, aparentemente sem a filhota. Ficam até 11h. A encosta permite se aproximar mais, mas impede o tripé. Meus braços doem, e eles ainda lá. O macho canta tanto que emociona. Se os perco de vista quando mudam de árvore, é só seguir o canto. Um dos meus passarinhos prediletos, agora mais do que nunca.

Fiquei tão animada que postei a foto no Wikiaves no mesmo dia, e avisei todos os meus conhecidos da região, pra ver se eles também conseguiam pegar o bando. Mas pelo o que eu saiba ninguém conseguiu ir. Voltei lá com o Cris e o Dani na semana seguinte, mas as frutinhas mágicas já tinham acabado, e o bando não deu sinal.

 

Lista de aves avistadas e fotografadas em Campos do jordão, nos dias 2, 3 e manhã de 4 de junho

Minha primeira expedição passarinheira séria sozinha. Mas usando todas as referências que aprendi com o Rafa Fortes. 65 aves avistadas, 35 espécies com registros fotográficos, 27 espécies com fotos boas.

65 27
Nome do Táxon Nome em Português Vistas jun/11 Fotos boas jun/11
Bubulcus ibis (Linnaeus, 1758)  garça-vaqueira x
Coragyps atratus (Bechstein, 1793)  urubu-de-cabeça-preta x
Rupornis magnirostris (Gmelin, 1788)  gavião-carijó x
Caracara plancus (Miller, 1777)  caracará x
Milvago chimachima (Vieillot, 1816)  carrapateiro x
Aramides saracura (Spix, 1825)  saracura-do-mato x
Vanellus chilensis (Molina, 1782)  quero-quero x
Columba livia Gmelin, 1789  pombo-doméstico x
Patagioenas picazuro (Temminck, 1813)  pombão x
Pyrrhura frontalis (Vieillot, 1817)  tiriba-de-testa-vermelha x
Pionopsitta pileata (Scopoli, 1769)  cuiú-cuiú x
Amazona vinacea (Kuhl, 1820)  papagaio-de-peito-roxo x
Piaya cayana (Linnaeus, 1766)  alma-de-gato x
Crotophaga ani Linnaeus, 1758  anu-preto x
Eupetomena macroura (Gmelin, 1788)  beija-flor-tesoura x x
Stephanoxis lalandi (Vieillot, 1818)  beija-flor-de-topete x
Chlorostilbon lucidus (Shaw, 1812)  besourinho-de-bico-vermelho x
Leucochloris albicollis (Vieillot, 1818)  beija-flor-de-papo-branco x x
Clytolaema rubricauda (Boddaert, 1783)  beija-flor-rubi x
Trogon surrucura Vieillot, 1817  surucuá-variado x x
Ramphastos dicolorus Linnaeus, 1766  tucano-de-bico-verde x
Picumnus cirratus Temminck, 1825  pica-pau-anão-barrado x x
Veniliornis spilogaster (Wagler, 1827)  picapauzinho-verde-carijó x
Piculus aurulentus (Temminck, 1821)  pica-pau-dourado x x
Colaptes campestris (Vieillot, 1818)  pica-pau-do-campo x x
Campephilus robustus (Lichtenstein, 1818)  pica-pau-rei x
Cyclarhis gujanensis (Gmelin, 1789)  pitiguari x
Hylophilus poicilotis Temminck, 1822  verdinho-coroado x
Turdus rufiventris Vieillot, 1818  sabiá-laranjeira x
Turdus leucomelas Vieillot, 1818  sabiá-barranco x
Mimus saturninus (Lichtenstein, 1823)  sabiá-do-campo x
Coereba flaveola (Linnaeus, 1758)  cambacica x
Thraupis sayaca (Linnaeus, 1766)  sanhaçu-cinzento x
Thraupis ornata (Sparrman, 1789)  sanhaçu-de-encontro-amarelo x
Stephanophorus diadematus (Temminck, 1823)  sanhaçu-frade x x
Tangara desmaresti (Vieillot, 1819)  saíra-lagarta x
Tangara cayana (Linnaeus, 1766)  saíra-amarela x
Dacnis cayana (Linnaeus, 1766)  saí-azul x x
Zonotrichia capensis (Statius Muller, 1776)  tico-tico x x
Poospiza lateralis (Nordmann, 1835)  quete x x
Basileuterus culicivorus (Deppe, 1830)  pula-pula x
Carduelis magellanica (Vieillot, 1805)  pintassilgo x x
Euphonia cyanocephala (Vieillot, 1818)  gaturamo-rei x x
Chlorophonia cyanea (Thunberg, 1822)  bandeirinha x x
Sittasomus griseicapillus (Vieillot, 1818)  arapaçu-verde x
Xiphocolaptes albicollis (Vieillot, 1818)  arapaçu-de-garganta-branca x x
Furnarius rufus (Gmelin, 1788)  joão-de-barro x
Leptasthenura setaria (Temminck, 1824)  grimpeiro x
Cranioleuca pallida (Wied, 1831)  arredio-pálido x
Philydor rufum (Vieillot, 1818)  limpa-folha-de-testa-baia x
Xenops rutilans Temminck, 1821  bico-virado-carijó x
Mionectes rufiventris Cabanis, 1846  abre-asa-de-cabeça-cinza x x
Todirostrum cinereum (Linnaeus, 1766)  ferreirinho-relógio x x
Phyllomyias fasciatus (Thunberg, 1822)  piolhinho x x
Camptostoma obsoletum (Temminck, 1824)  risadinha x x
Serpophaga nigricans (Vieillot, 1817)  joão-pobre x x
Phylloscartes ventralis (Temminck, 1824)  borboletinha-do-mato x x
Phylloscartes difficilis (Ihering & Ihering, 1907)  estalinho x x
Hirundinea ferruginea (Gmelin, 1788)  gibão-de-couro x x
Knipolegus cyanirostris (Vieillot, 1818)  maria-preta-de-bico-azulado x x
Muscipipra vetula (Lichtenstein, 1823)  tesoura-cinzenta x x
Fluvicola nengeta (Linnaeus, 1766)  lavadeira-mascarada x
Myiozetetes similis (Spix, 1825)  bentevizinho-de-penacho-vermelho x x
Piprites pileata (Temminck, 1822)  caneleirinho-de-chapéu-preto x x
Chiroxiphia caudata (Shaw & Nodder, 1793)  tangará x x

 

Mata Atlântica (+)