Gosto de fotografar qualquer ave, mas ultimamente, tenho tentado as corujas. Acho cada uma mais bonita que a outra, mas entre todas, acho o mocho-dos-banhados a mais linda.

 

 

Dia 28 de agosto de 2012, o amigo João Marcelo enviou um email na lista do GOAC (Grupo de Observadores de Aves de Campinas), dizendo ter fotografado um mocho em Americana, SP.

No dia 31 consegui o endereço, e no dia 1 de setembro fui até Americana, com Fernando Borges, Junior Girotto e Paulo Maia. Lá, encontramos Gustavo Pinto, que nos mostrou o local exato que o bicho costumava aparecer. Ah, e o horário também.

Foi esperar e finalmente conseguir ver de perto e fotografar essa beleza! Ficamos muito perto do bicho, a foto da abertura do post foi feita a 17,8m de distância. Fizemos diversas fotos, e o bicho sempre muito manso. Após um tempo, o bicho voou e pousou no outro lado da rua, em uma área de plantação. Seguimos o bicho e fizemos mais algumas fotos.

Fiquei duas semanas sem conseguir ir até Americana, mas no dia 16 voltei lá, com minha mulher Camila, e a Hideko, do GOAC. Novamente, o bicho estava por lá.

Dois dias depois, 18 de setembro, voltei lá. Chegando ao local tomei um susto e fiquei preocupado. A área que o mocho aparecia havia sido totalmente queimada. Achei que não mais veria o bicho. Porém, enquanto estava com o carro estacionado, vendo a área queimada, ao olhar para minha direita vi o bicho pousado a poucos metros do carro. Mal podia acreditar. Desci e fiz algumas fotos.

Depois de algumas fotos, o bicho voou até a área queimada, o que me proporcionou essa foto abaixo, que gosto muito.

Depois o bicho voou novamente, e pousou num galho. E lá ficou por um bom tempo. Foi só aproximar e fazer as fotos. Depois de cerca de meia-hora pousado no mesmo galho, levantou vôo e não mais o vi naquele dia.

Voltei lá dia 28 de setembro, com Eric Gallardo, também do GOAC, e novamente o bicho apareceu. Meu objetivo era fazer alguma foto do bicho voando, e fiz algumas…

Depois ainda voltei mais 3 vezes, 1 delas vi o bicho e fiz somente uma foto. Nas outras duas, nenhum sinal dele.

Foi muito bom ter ido lá essas 7 vezes, e 5 delas poder ver o mocho-dos-banhados.

Agradeço imensamente ao João Marcelo pelas indicações, que me proporcionaram observar, na minha opinião, a mais bela coruja do Brasil.

Agora o objetivo é tentar acompanhar o mocho de Paulínia, que o Eric viu no dia 29/11, e que consegui avistar ontem, 1/12. Vamos ver se tenho a mesma sorte que tive com o mocho de Americana.

Até a próxima…

 

 

Destinos favoritos (+)