Abre-Mata-Atlantica

Para quem mora no sudeste a Mata Atlântica é o ambiente certo para começar. Distâncias pequenas, estradas boas, vários tipos de acomodações. Guias ornitológicos e pousadas com comedouros e bebedouros facilitam a vida dos iniciantes. Várias situações com pouca luz e dificuldade em ver a ave ou localizar com a câmera. Mas tudo recompensado pela beleza.

O bioma: A Mata Atlântica já ocupou 12% do Brasil. Reduzida a menos de 7% da sua cobertura original ainda mantém recordes mundiais: 20 mil espécies de plantas, mais de mil espécies de aves e outras mil espécies de mamíferos, anfíbios, peixes e répteis. Oito mil espécies de plantas e 470 espécies de vertebrados só existem na Mata Atlântica.

O que você pode ver? Algumas das espécies mais chamativas, principalmente para quem está começando, são as saíras e os surucuás. Além de lindos, as saíras aparecem em comedouros e os surucuás costumam deixar as pessoas se aproximarem e ficam parados durante um bom tempo.

Há vários tipos de gaviões e falcões, muitos pica-paus, beija-flores, vários tipos de periquitos e papagaios, além de belos representantes de thamnophilideos (choquinhas), piprideos (pequenos e bonitinhos, vários coloridos) e cotingideos (diversidade de cores e formatos impressionante). Um desses cotingideos é o crejoá, ameaçado de extinção, habitante da Floresta Atlântica do sul da Bahia.

Para quem? A Mata Atlântica atende todo mundo, independente do condicionamento físico ou idade. Você pode se divertir bastante apenas com comedouros e bebedouros, sem precisar por os pés numa trilha. Mas em algum momento terá curiosidade sobre as espécies que só aparecem em mata fechada.

Não corra o risco de se perder em uma trilha, sempre vá com alguém que conhece a região. É importante ir vestido de forma apropriada: calça comprida e de preferência tênis ou botas que manterão seus pés secos mesmo com poças ou um terreno encharcado. O ideal é com a perneira e de preferência camisa de manga longa. Leia mais sobre preparativos e itens básicos para um passeio.

É preciso ter um guia? Depende do que você quer fazer. Há muito o que ver em parques públicos, jardins e comedouros, mas se você quer fazer uma trilha é melhor ir pelo menos uma vez com um guia ou com um colega que conheça o local.

Saiba mais sobre guias.

 

Saiba mais sobre cada bioma

Amazônia  Caatinga  Cerrado  Marinho Costeiro  Pampa  Pantanal  Outros países

Posts relacionados com a Mata Atlântica