É a favor das manifestações? Está convidado a selecionar fotos de natureza que representam algum aspecto. Pode ser paz, união, luta, violência, discussão, determinação, esperança, confusão, sentir-se perdido, ou qualquer outro sentimento ou sensação que você relaciona com as manifestações.

 

Esta é uma rodada extraordinária do Lado B. Extraordinária no sentido de imprevisto, mas também em homenagem à proporção das manifestações

Venha compartilhar suas imagens que representam algum aspecto da manifestação. Natureza e animais silvestres livres, de qualquer lugar. Você pode enviar suas fotos até dia 14 de julho.

 

  • Texto e foto: Claudia Komesu

Se você não está acompanhando as notícias sobre as manifestações, aqui vão alguns resumos e links:


O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Carlos Ayres Britto afirmou nesta terça-feira (18) que a população passou um “pito” nas autoridades com os protestos que reuniram 250 mil pessoas em diversas capitais na véspera.

“É o chamamento das instituições para o cumprimento do papel que lhes cabe, de atuar como locomotiva social. Nesse momento, o povo não é vagão, é a própria locomotiva de seu destino. Isso confere a ele, povo, a mais legítima autoridade para passar um pito nas autoridades instituídas”, disse Ayres Britto durante reunião do Colégio dos Procuradores da República sobre a PEC 37, proposta de emenda à Constituição que limita as investigações do MP.”

http://m.g1.globo.com/politica/noticia/2013/06/para-ex-presidente-do-stf-protestos-passaram-pito-nas-autoridades.html


Aviso ao leitor: esta é apenas uma primeira aproximação ao que está acontecendo no Brasil. Sou obrigada a concordar com Ângela Randolpho Paiva, do Departamento de Ciências Sociais da PUC-Rio, que admitiu honestamente à GloboNews: “Estamos atordoados”.

Com razão. O Brasil não é um país de sair à rua, salvo em Mundiais. Que saia agora, em massa, ainda por cima para protestar também contra as obras da Copa, é de atordoar qualquer um.

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/clovisrossi/2013/06/1296793-a-vaia-saiu-as-ruas.shtml


“O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse nesta terça-feira (18) que as manifestações em 12 Estados que levaram mais de 200 mil pessoas às ruas mostram que “há certa descrença nos caminhos políticos” e que este é um momento social e não político.

‘Acho que quem quiser tirar proveito disso já perdeu. Não é um momento político, é social. Quem pensar que vai dirigir essas camadas não vai’, disse.”

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/06/1297098-fhc-diz-que-protestos-mostram-descrenca-nos-caminhos-politicos.shtml


Num átimo, às 19h10, surgiu do nada um grupo de uns 20 PMs da Tropa de Choque, cinzentos, com viseiras e escudos. Formaram um bloco no meio da pista. Ninguém parlamentou. Nenhum megafone mandando a passeata parar. Nenhuma advertência. Nenhum bloqueio, sem disparos, coisa possível em diversos trechos do percurso.

Em menos de um minuto esse núcleo começou a atirar rojões e bombas de gás lacrimogêneo. Chegara-se a Istambul.

Atiravam não só na direção da avenida, como também na transversal. Eram granadas Condor.

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/2013/06/1294837-a-pm-comecou-a-batalha-na-maria-antonia.shtml


A presidente Dilma Rousseff garantiu nesta terça-feira que seu governo está atento às pressões sociais das ruas, decorrentes da onda de protestos contra o aumento das tarifas do transporte público no País. A presidente falou pela primeira vez sobre as manifestações que vêm ocorrendo em diversas cidades do Brasil nos últimos dias e defendeu o povo, afirmando que “essas vozes precisam ser ouvidas”.

http://noticias.terra.com.br/brasil/politica/essas-vozes-precisam-ser-ouvidas-afirma-dilma-sobre-protestos,743e95b6cd75f310VgnVCM3000009acceb0aRCRD.html


Fotos dos protestos pelo mundo. As manifestações reuniram 2 mil pessoas em Dublin, e 2 mil em Londres.

http://g1.globo.com/mundo/fotos/2013/06/veja-fotos-de-protestos-de-brasileiros-pelo-mundo.html

 

 

Álbuns do Lado B, 7a rodada.Tema: “Manifestações brasileiras”. Prazo: de 18 de junho a 14 de julho de 2013. Podem ser fotos de outros países, basta serem de espécies silvestres livres.