• Fotos: Alessandra Órfão com Nikon D700 e lente Nikkor 55-300. Junior Esteves com Nikon D800 e Sigma 150-600.
  • Texto: Martha Argel
  • Para ficar a par das novidades e próximas expedições, inscreva-se no grupo do Facebook Expedição Marambaia. https://www.facebook.com/groups/1142388632508853/?fref=ts

Texto de Martha Argel, publicado na descrição do grupo Expedição Marambaia:

“A região da Marambaia, situada na divisa dos municípios de Jaú, Itapuí e Bariri (SP), é uma grande área úmida que abrange a foz do rio Jaú no rio Tietê, na altura do remanso da Usina Hidrelétrica de Bariri. Além da beleza cênica, a área apresenta uma avifauna riquíssima, que inclui aves características do Pantanal, como o tuiuiú, o cabeça-seca, a água-pescadora, o colhereiro e a anhuma. Observadores de aves da região já registraram no local 208 espécies. (o texto original diz 185, mas no dia 14/02/17 Paulo Guerra publicou uma nova lista). Há o potencial de que seja um ponto importante de parada de aves migratórias.

A Expedição Marambaia, ocorrida de 10 a 12 de fevereiro de 2017, foi organizada para dar maior visibilidade a essa região, que até o momento não conta com nenhuma proteção legal. Além de tornar a Marambaia conhecida entre birders de outras regiões, a expedição aproximou birders, fotógrafos, sociedade civil e poder público de Jaú e região.

Os mais de trinta participantes representaram as cidades de Jaú, Bauru, São Paulo, Barra Bonita, Mineiros do Tietê, Americana, Bragança Paulista, Sorocaba e Mairinque. Tivemos ainda a adesão do entusiástico grupo dos Amigos da Fotografia, de Jaú, a cobertura da imprensa local, e até a menção da iniciativa na Câmara Municipal de Jaú.

A base da Expedição Marambaia foi a Fazenda Salto São Pedro [http://fazendasaltosaopedro.com.br/], uma fazenda histórica situada logo a montante da Marambaia. A fazenda conta com uma fauna de aves que garantiu a continuidade da passarinhada mesmo nas horas de lazer ao lado da piscina.

Além da área da Marambaia e da Fazenda Salto São Pedro, a expedição esteve na Reserva Particular do Patrimônio Natural Amadeu Botelho [http://www.rppnamadeubotelho.com.br/], unidade de conservação com 80 alqueires de mata, onde são desenvolvidas atividades de educação ambiental e que está aberta à atividade de observação de aves.

Como resultado imediato da Expedição Marambaia, o município de Jaú já está nos planos de visita de observadores de aves de outras regiões.
Além de contar com uma ótima infraestrutura de acesso, hospedagem e gastronomia, Jaú tem sua fauna de aves muito bem conhecida, graças à atividade de observadores locais como Paulo Guerra, João André Almeida Prado, Waldete Cestari e todo o pessoal dos Amigos da Fotografia.

Com isso, talvez não seja um exagero dizer que a Marambaia e Jaú já constituem um dos melhores destinos para a observação de aves no estado de São Paulo!

Mais informações sobre a Marambaia:

http://pauloedguerra.wixsite.com/marambaia/engajamento-nesta-causa

https://www.facebook.com/campanhamarambaia/?ref=ts&fref=ts