Dando prosseguimento às reflexões sobre por que fotografaria seria pouco, tenho duas sugestões para quem tem se perguntado “o que fazer com minhas fotos? Por que fotografo tanto?”. Neste post, sugestões para os apaixonados pelas aves.

Gaturamo-bandeira (Chlorophonia cyanea) Blue-naped Chlorophonia

 

Texto e fotos: Claudia Komesu

Coma suas fotos

Com os olhos. Devore-as. Veja e reveja muitas vezes, faça edições caprichadas, admire, congratule-se, permita-se a comemoração mental de sentir orgulho por ter feito boas fotos dentro dos seus limites técnicos, de equipamento, de local.

Qualquer foto sua já começa com um grande valor só pelo fato de ser sua, de ser um registro de algo que você viu com seus próprios olhos e registrou com suas próprias mãos. Essa imagem passa a fazer parte da sua história de vida.

Valorize o tempo que você dedicou para fazer essa foto, valorize o momento que você viveu admirando suas fotos várias e várias vezes.

 

“Se uma árvore cai na floresta e ninguém ouve, ela realmente caiu?”

Somos seres sociais. É bom ter momentos de comemoração mental, mas é uma sensação ótima poder compartilhar coisas boas com pessoas que entendem nosso sentimento, ou que podem nos incentivar, apoiar, orientar.

Por isso postamos nossas fotos favoritas ou, pelo menos, as fotos que achamos que os outros vão apreciar mais. Ou melhor, muita gente posta, mas descobri que também tem muita gente que não posta nem no Wikives, nem em Flickr, nem no Facebook, nem em um blog pessoal. Talvez por não se sentir apaixonado o suficiente pelo birdwatching para gastar um tempo do dia preparando e publicando fotos? Ou porque acha que suas fotos não são boas o suficiente para aparecerem em algum lugar?

Como falei no outro post, não acho que tudo precisa ter utilidade. Eu poderia só fotografar, guardar minhas fotos ou no máximo mostrar para a família, e se alguém me perguntasse, eu diria que a pessoa não tem nada a ver com aquilo.

Mas o problema é: e se você se apaixonar? O que você vai fazer se você se apaixonar por esses superiores bípedes emplumados? Quando viu, já está horas no Wikiaves e em outros locais da internet fazendo pesquisas, indo atrás de livros, planejando cada feriado e férias para ir passarinhar, passando várias horas do seu dia pensando em aves, espécies, lifers, equipamento, viagens, foto de fulano, repelente, capa, roupa camuflada.

Se você se apaixonar, e olha que eu aposto que há muitos apaixonados… É uma febre em outros países, no Brasil não é diferente, conheço vários malucos como eu, ou piores. Se você se apaixonar, e é fácil, dá para ignorar que as aves são seres frágeis, cuja permanência na Terra sofre diversas ameaças?

Se você se apaixonou, saiu do âmbito de “isso é um hobby meu e ninguém tem nada a ver com isso”. Se você se apaixonou, passa a ter uma responsabilidade moral com as aves, porque elas realmente correm sérios perigos.

Como um apaixonado, você tem obrigação de declamar ao mundo a beleza do ser amado. Não só pela poesia, amor e paixão, mas por uma questão política. Para dar mais peso às questões ambientais.

Hoje todo mundo precisa se preocupar com lixo e reciclar graças às enormes campanhas, reportagens, programas na TV e etc falando do problema do lixo. A ponto de algumas empresas grandes não contratarem empresas que não atinjam determinada pontuação que, além de processos e qualidade, também leva em conta se o fornecedor tem programa de reciclagem.

Já imaginou um mundo em que as pessoas não comprariam produtos cuja origem ou processo de fabricação desprezou a importância da preservação da natureza? Não contratassem empresas que se envolvem com desmatamento irresponsável?

Isso é possível, daqui a alguns anos ou décadas, mas temos que começar hoje. E uma das formas, um passo básico, é expor nossa paixão, dizer para todo mundo como a natureza é importante pra gente, não só como um conceito de ecologia, mas porque somos apaixonados pelas aves.

Se uma árvore cai na floresta e ninguém ouve, ela não caiu. Se você é apaixonado pelas aves, adora passar horas e horas apreciando a beleza da natureza, você precisa dizer isso pro mundo, para que o mundo comece a saber que as pessoas se preocupam e se importam com a natureza.

Hoje ainda a mentalidade mais comum de empresários, engenheiros, empreiteiros, políticos, é ver as questões de preservação como uma exigência legal, uma questão burocrática, um estorvo. No futuro, se a humanidade caminhar para o lado certo, e temos como dar nossa contribuição para isso, as pessoas que têm poder de decisão tratarão a natureza de outra forma, tanto pela pressão social pela atitude certa, como também (quem sabe, nas próximas gerações) por a pessoa realmente sentir que isso é mais importante do que uma maximização do lucro.

Diga pra todo mundo, sempre, que a natureza importa.

 

Como dizer isso? Há várias formas, e em breve vou fazer o post compartilhando diversas iniciativas que ajudam na divulgação da natureza. Mas se você está começando agora o primeiro passo é:

Declare na internet seu amor pela natureza, de uma forma que qualquer um, principalmente os ainda não apaixonados possam ver: tenha um blog pessoal, poste fotos no Flickr com comentários sobre a natureza, mande posts para a Virtude-AG. Escolha o que você é capaz de fazer, sem que seja um sacrifício, mas ao mesmo tempo sendo capaz de deixar a preguiça de lado e saber que é uma responsabilidade agir pela natureza. Você pode ter outras ações, mas considere que declarar na internet sua paixão com frequência ajuda a tornar a natureza relevante.

– Participar do Wikiaves é uma grande contribuição, mas tem menos efeito no alcance dos não apaixonados, porque são apenas as suas fotos no meio de milhares de outras fotos, acessadas principalmente por quem já se importa com a natureza. Escrever é importante.

– O blogspot é uma das formas mais simples de ter um blog. O wordpress é a mais popular entre as pessoas que querem caprichar mais no visual, porque há muitas ferramentas gratuitas ou baratas. A Virtude-AG é outra forma muito simples, porque basta você escrever e separar as fotos.

No próximo post, mais sugestões de como dizer que a natureza importa.

 

Mais informações sobre como montar um site como a Virtude no WordPress: http://virtude-ag.com/montar-um-site-cko/

 

Ações a favor da divulgação do birdwatching e da conservação da natureza (+)