Por que vale a pena: Piraju está localizada a 320 km da cidade de São Paulo às margens do rio Paranapanema, um dos únicos rios não poluídos do Estado de São Paulo, com suas águas calmas em alguns trechos e também com águas turbulentas em outros percursos. O rio  proporciona lazer aos adeptos de esportes náuticos como o Slalom, rafting e  pescaria. No município de Piraju você pode encontrar inúmeras cachoeiras, uma grande extensão de área verde, principalmente de cerrado bastante preservado, e vários ambientes com água: um habitat que atrai diversas espécies de aves. A lista atual está com 312 espécies.

Texto: Dario Sanches. Fotos: Dario Sanches, Mariza Sanches, Raphael Martignoni, Sylvio Coelho e José Carlos Garcia

Dario Sanches é nascido em Piraju, residente na cidade de São Paulo, aposentado, fotografa aves há aproximadamente 6 anos, premiado pelo AVISTAR em 2008 e 2009, tem feito um trabalho de levantamento das aves do município de Piraju, juntamente com sua irmã Mariza Sanches, seu primo Jose Carlos Garcia, Raphael Martignoni e Sylvio Coelho.

Informações enviadas em março de 2012 e atualizadas com frequência. Última atualização: outubro de 2013.

Quadro resumo: Piraju – SP

  • Destaques: O mocho-dos-banhados,  sanhaçu-papa-laranja, soldadinho, canário-do-campo, tuju, bacuraus, inhambus, sabiá-ferreiro, Estalador, tico-tico-de-bico-amarelo, tico -tico-do-mato, tesoura-do-brejo, tapaculo-pintado, mãe-da-lua, perdiz, gavião-do-banhado, murucututu-de-barriga-amarela são algumas das espécies encontradas na região que conta com aproximadamente 300 espécies catalogadas.
  • Nível de dificuldade: fácil. Estradas boas, muitas na área rural, pontos distantes um do outro, isso claro dependendo das espécies a serem procuradas para observação.
  • Infraestrutura do local: boa. Cidade turística, com boas opções de hotéis e pousadas com preços acessíveis.
  • Oportunidades fotográficas: Muito boas. Muita área de cerrado preservada onde é possível observar a maria-ferrugem, barulhento, bagageiro, guaracavas, cigarra-do-coqueiro, sabiá-ferreiro. Se você tiver sorte pode de repente encontrar pelo caminho o tamanduá-bandeira ou o tatu-galinha, sinal de mata preservada.
  • Onde fotografar: No Parque do Dourado é possível encontrar facilmente o tico-tico-de-bico-amarelo, a pipira-vermelha, o pimentão, a borralhara.. Existe uma Reserva Ambiental conhecida por “Horto Florestal”, que em certas épocas é possível observar o soldadinho, talador, mãe-da-lua, tuju… Muita área aberta também, brejos, pastagens onde se vê o mocho-dos-banhados à tarde peneirando ou até pousado, o policia-inglesa-do-sul, o sovi, a codorna-amarela, caminheiro-zumbidor, tesoura-do-brejo, japacanim…
  • Como chegar: Saindo de São Paulo segue pela Rodovia Castelo Branco até o acesso a Avaré… Passando por Avaré segue até a Rodovia Raposo Tavares . Entrando na Raposo Tavares segue aproximadamente 40 km até a entrada de Piraju.
  • Guia ornitológico: Mariza Sanches e José Carlos Garcia conhecem bastante a região e terão o prazer de atender os interessados em fotografar aves. Você pode contactá-los pelo Wikiaves > Menu Informações > Buscar usuário.
  • Logística: por ser uma cidade turística, com certeza as agências podem ajudar a encontrar hotéis. Mariza Sanches e José Carlos Garcia podem auxiliar os interessados na indicação de pousadas, hotéis, restaurantes.
  • Quando ir: É possível observar aves em todas as épocas do ano. Como em qualquer lugar em épocas de muito calor a dificuldade em encontrar aves aumenta.
  • Hotéis e pousadas em Piraju: http://www.estanciapiraju.com.br/hoteis.htm
  • Piraju no Google maps.

Piraju é um dos 29 municípios paulistas considerados estâncias turísticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Município com 505 km2 de área, vegetação típica de Cerrado com áreas de Mata Atlântica e muita agua principalmente do Rio Paranapanema, altitude de 646 metros, clima subtropical e população aproximada de 30.000 habitantes.

Cidade hospitaleira e que vale a pena conhecer pela suas belezas naturais.