Por que vale a pena: meu lugar favorito para observar aves certamente é meu próprio “quintal”, o município de Peruíbe, no litoral Sul do Estado de São Paulo, mais precisamente no bairro do Guaraú. A região toda é um paraíso ecológico, com Mata Atlântica  bem preservada. No Wikiaves há 376 espécies cadastradas na cidade de Peruíbe. Na minha lista pessoal, já observei 268 só na região de Guaraú.

Saíde-pernas-pretas (Dacnis nigripes) Black-legged Dacnis

 

  • Texto e fotos: Bruno Lima, biólogo e guia ornitológico
  • Enviado em maio de 2012
  • Este post não tem muitas fotos porque meu foco não é a fotografia, para mim a câmera é apenas uma ferramenta a serviço da Ornitologia. Mas se vocês quiserem ter uma ideia da diversidade da região acessem a página de Peruíbe no Wikiaves, poderão ver muitas fotos: http://wikiaves.com.br/cidade.php?c=3537602
  • Quem quiser saber mais sobre a região, o Terra da Gente fez uma boa reportagem em 2010. O foco foi a pescaria, mas dá para ter uma ideia de como é o cenário, e há um trecho em que apareço, com descrição do passeio. http://www.terradagente.com.br/NOT,0,0,296251,Aves+e+pescaria.aspx

Onde fotografar: em Guaraú, um dos melhores locais para observar as aves é a Avenida do Telégrafo (é a avenida principal do Guaraú, toda de terra e com uma vala na lateral). O local é plano, seguro e nas bordas de mata pode-se ver espécies bem típicas do local como: pica-pau-anão-de-coleira, chorozinho-de-asa-vermelha, gralha-azul, tucano-de-bico-preto, beija-flor-cinza, pica-pau-bufador, pomba-galega, choca-da-mata, choquinha-cinzenta, gaturamo-verdadeiro, tiê-galo, miudinho.

Quando ir: todas as épocas do ano são excelentes, mas o inverno é a melhor para iniciantes: com menos frutos na mata, os comedouros ficam lotados e uma enorme quantidade de espécies podem ser observadas da varanda. Aí encontram-se desde saís-de-pernas-pretas, saíras-sete-cores e saís-verdes até araçaris-banana e cuiú-cuiús.
Além disso, no inverno a cidade não está lotada e há menos mosquitos.

Alimentação: no Guaraú mesmo há restaurantes e pizzarias.

Onde se hospedar: Em Peruíbe, sugiro a guest-house “Jardim das Saíras” (www.bbrasil.com/pt/bb-peruibe/jardim-das-sa%EDras.html). Os donos são amigos meus e aceitaram minha sugestão de fazer um comedouro de tal forma, que hoje é possível observar gralhas-azuis, saíras-sapucaia, tucanos-de-bico-preto e jacus na própria varanda. Além disso, fornecem café da manhã bem cedo, algo que só as pousadas preparadas para birdwatchers oferecem.

Há mais opções de hospedagem, como a pousada “Na Trilha da Juréia” (www.natrilhadajureia.com.br), também no Guaraú.

Quem se sentir mais à vontade em Peruíbe, pode ficar em um hotel (existem inúmeros) e observar aves no Guaraú. Até mesmo o quintal de minha casa fica disponível para receber observadores durante o inverno.

Precisa ter guia? A região tem muitas aves, e dá para se divertir bastante apenas em um comedouro, como o do Jardim das Saíras. Quem quiser ver mais aves, conheço muito bem a região e, se não puder atendê-lo, posso indicar outros guias. Meu contato: buiolima@gmail.com

Como chegar: quem vem de São Paulo, pela Rodovia Padre Manoel da Nóbrega chega-se a Peruíbe-SP. Ao chegar na cidade, segue-se pela Avenida Padre Anchieta até a Serra do Guaraú. A Serra são 7 km de asfalto, e termina no bairro do Guaraú.

Listas de aves
As listas das espécies do Guaraú  e de Peruíbe elaboradas por mim em colaboração com outros observadores estão disponíveis em dois sites: “Taxeus” ( http://www.taxeus.com.br/listas/cadastrolistaespeciesdigitacaonomes.jsf?c=434 ) e “A Última Arca de Noé” (www.aultimaarcadenoe.com.br).