Por que vale a pena: o Parque Estadual da Cantareira Núcleo Pedra Grande é uma Unidade de Conservação que fica a aproximadamente 10 km da Praça da Sé, centro de São Paulo. Mata Atlântica que abriga diversas espécies de aves e animais o Núcleo Pedra Grande é sem dúvidas a melhor opção para os amantes da observação de aves. Local bastante tranquilo, seguro, com muitas trilhas disponíveis com os mais variados graus de dificuldade.

Tovacuçu (Grallaria varia) Variegated Antpitta

 

 

  • Texto e fotos: Dario Sanches.
  • Informações enviadas em março de 2012.

Dario Sanches é nascido em Piraju, residente na cidade de São Paulo, aposentado, fotografa aves há aproximadamente 6 anos, premiado pelo AVISTAR em 2008 e 2009, tem feito um trabalho de levantamento das aves do município de Piraju, juntamente com sua irmã Mariza Sanches, seu primo Jose Carlos Garcia, Raphael Martignoni e Sylvio Coelho.

Quadro resumo: P.E.Cantareira – Núcleo Pedra Grande

  • Destaques: O macuco, tovacuçu, uru, choquinha-de-garganta-pintada, trovoada, tiririzinho-do-mato, cigarra-bambu, cigarrinha-verdadeira, pixoxó, tiê-do-mato-grosso, vira-folha, trepadorzinho, tangará, limpa-folha-coroado, chocão-carijó, surucua-variado, cabeçudo, enferrujado, inhambu-chintã, murucututu-de-barriga-amarela, patinho, são algumas das espécies encontradas no núcleo.
  • Nível de dificuldade: médio. São diversas trilhas existentes no local, sendo a Trilha da Pedra Grande com 9.500 m em asfalto o percurso mais difícil devido à subida bastante acentuada. A Trilha das Figueiras possui 1.200m de percurso variando de suave a moderado. O tovacuçu, espécie bastante difícil de se observar, costuma circular por essa área. A Trilha da Bica possui 1.500 m de percurso suave, área mais provável de se encontrar o uru.
  • Infraestrutura do local: boa. Portaria, bilheteria, guarita, sanitários, anfiteatro, museu, áreas de piquenique e trilhas de interpretação da natureza. Dentro do parque não existem opções de lanchonetes ou restaurantes, portanto leve seu lanche.
  • Segurança: o parque conta com segurança motorizada, frequento o parque com certa frequencia e nunca tive problemas. Mas deve-se evitar algumas atitudes como sair das trilhas oficiais, ainda mais se você estiver sozinho. Você está em um parque, mas não deixa de ser a cidade de São Paulo, então mantenha-se atento e, de preferência, vá com companhia.
  • Oportunidades fotográficas: Muito boas. Reserva ambiental de Mata Atlântica, onde se tem a oportunidade de poder fotografar três espécies difíceis, uru, tovacuçu e macuco, claro que isso depende de muitas condicionantes…
  • Onde fotografar: Na trilha da bica que fica do lado direito logo depois da portaria do parque é o local mais provável de encontrar o uru, muitas vezes bando de 6 a 7 individuos.
    Na trilha da figueira que inicia do lado esquerdo logo depois da portaria é a região onde habita o tovacuçu, espécie que exige muito tempo de dedicação e paciência para se conseguir um registro. Dizem que é mais fácil ouvir do que ver…
    Subindo a trilha da Pedra Grande encontra-se o surucuá-variado, papa-taoca-do-sul, tiê-de-topete, bandos mistos de tiê-do-mato-grosso, limpa-folha-coroado, limpa-folha-de-testa-baia, trepador-quiete. O macuco é bastante imprevisível, já observei essa espécie em diversos pontos do núcleo, inclusive na trilha da Pedra Grande.
    Quase chegando à Pedra Grande existe uma bifurcação com uma opção de trilha à esquerda que também termina na Pedra Grande. Siga por esse caminho e depois de uns 500 m mais ou menos existe muito bambu, possibilidade de fotografar a cigarra-bambu, cigarrinha-verdadeira, pixoxó.
    Seguindo um pouco mais é possível fotografar o trovoada, tororó, papa-formiga-da-grota, pimentão, chocão-carijó.
  • Como chegar: Acesso pela marginal Tietê até a Av. Engenheiro Caetano Alvares, seguindo até a rua Voluntários da Pátria, logo a seguir pela av. Santa Ignês, av. Luís Carlos Gentille de Laet, no cruzamento entrar a esquerda seguindo a rua do Horto até o nº 1799 – zona norte da cidade de São Paulo.
  • Guia ornitológico: Dario Sanches conhece bastante o Núcleo Pedra Grande terá o prazer de atender os interessados em fotografar aves. Você pode contactá-lo pelo Wikiaves > Menu Informações > Buscar usuário.
  • Logística: por ser uma cidade turística, com certeza as agências podem ajudar a encontrar hotéis.
  • Quando ir: O Núcleo Pedra Grande abre somente aos sábados, domingos e feriados. Abre regularmente também durante o período de férias escolares em julho e dezembro/janeiro. Importante lembrar também que em dias de chuva ou tempo ruim o parque fica fechado. É possível observar aves em todas as épocas do ano. Ingressos: R$ 6,00

A Pedra Grande é um dos núcleos do Parque Estadual da Cantareira com muita área verde, muitas aves e outras espécies de animais, tornando-se assim um dos pontos turísticos mais importantes da cidade de São Paulo .

Pedra Grande é uma grande formação rochosa de granito. Devido à sua posição geográfica, permite que a Cidade de São Paulo seja vista do Norte para o Sul e ainda pode-se ver trechos da Serra do Mar além da cidade.

Provavelmente a área para observação de aves mais tranquila e segura da cidade de São Paulo.