Chegou a época em que os campos de arroz começam a ter um movimento enorme de aves, as cidades paulistas de Tremembé e Taubaté recebem visitantes de toda parte, sejam aves migrando ou seres humanos em busca da observação. Esse período começa em novembro e se estende até fevereiro.

ticoticocinza_capa_Sergio_Coutinho

 

Os “Arrozais” como são conhecidos, são de facil acesso, porém particulares. Alguns na beira da rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123), rodovia que liga a cidade de Taubaté a Campos do Jordão, não tem porteira, é só entrar. Já entre os que tem porteiras mas que permitem observação, o Arrozal do Marcão, fica em Tremembé e é parada obrigatória nas passarinhadas!

Com estradas largas e de chão batido, boa parte das aves são observadas de dentro do veículo, classifico com uma passarinhada leve, sem grandes obstáculos exceto em dias pós chuvas, onde lama é inevitável, sendo assim cuidado onde coloca o carro. O sol em excesso também pode gerar algum incômodo, mesmo com ar condicionado ligado. Não deixe de usar protetor solar.

Para fotografar é uma boa pedida, pois permite o uso de altas velocidades e abertura menores devido a alta luminosidade do local. Mesmo assim recomendo que chegue bem cedo, nas primeiras horas do dia conseguimos ver aves em seu despertar onde a atividade ainda é menor e a luz não é “dura”, outra opção é o final da tarde.

Devido à grande quantidade, observar aves nessa época não é difícil, mas como todo local tem atalhos e segredos e por isso recomendo que se possível vá com um guia de observação, sua chance de aumentar lista de aves observadas e fotografadas é grande, para essa região indico o Rafael Fortes.

As aves que são comuns de serem observadas

  • Socó-boi-baio (Botaurus pinnatus)
  • Pollícia-Inglesa-do-sul (Sturnella superciliaris)
  • Garibaldi (Chrysomus ruficapillus)
  • Caminheiro-zumbidor (Anthus lutescens)
  • Tipio (Sicalis luteola)
  • Codorna-amarela (Nothura maculosa)
  • Pato-de-crista (Sarkidiornis sylvicola)
  • Colhereiro (Platalea ajaja)
  • Diversos tipos de garças, saracuras, marrecas e maçaricos

Lista geral do Wikiaves com espécies registrada nas cidades de Taubaté e Tremembé

Taubaté: http://wikiaves.com.br/especies.php?&t=c&c=3554102

Tremembé: http://wikiaves.com.br/especies.php?&t=c&c=3554805

Onde observar

Quiririm-Taubaté: entrar numa estradinha de terra em 23°00’58.31″S – 45°38’24.99″O e aí ir olhando os de ambos os lados.

Fazenda Berizal-Tremembé: entrar na estrada de terra em 22°56’29.97S – 45°36’02.88″O e seguir até 22°56’47.97″S – 45°34’29.04″O. Os arrozais estão em ambos os lados da estrada.

Logo que sair dessa estrada e der na estrada asfaltada, virar à esquerda e um pouco adiante virar à direita entrando em outra estrada de terra (22°56’35.52″S – 45°34’43.69″O) que vai para a fazenda Kanegae (Arrozal do Marcão). Tem arrozais dos dois lados. Mais adiante chega-se na entrada da Fazenda, em 22°55’26.58″S – 45°34’04.46″O.

Agradecimentos

Claudia Komesu e Cristian Andrei que gentilmente cederam fotos para ilustrar esse post.

Marco Aurélio Crozariol, colaborou com foto, informações de coordenadas e permitir observação em seu “quintal”.

Boa passarinhada!!! Muito obrigado pessoal!

 

Mais passeios em arrozais