Busca ao Lifer é um momento de confraternização entre pessoas que gostam de observar aves em liberdade e desfrutar de contato pleno com a natureza. O evento teve sua primeira edição em 2013 no Parque Nacional das Emas, promovido pelo Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo. A ideia é propagar a observação e contemplação das aves livres em seus ambientes naturais, com o mínimo de interferência humana.

Entre as atividades durante o evento estão: saídas a campo, momento photo-recap, muito papo de passarinho e colheita. As saídas a campo significam o momento do encontro, quando as aves nos brindam com sua presença – ainda que em lampejos, muitas vezes, e você se pergunta: hum? Que? Como? Onde? Quem? Lifer? Êxtase! Momento mais que esperado, de vivência e enriquecimento pessoal e coletivo, a partir da interação e experiência com outros seres vivos.

O momento photo-recap tem a ver com a construção da história viva. É a hora da troca de lifers, reflexões sobre o dia, contagem dos lifers (cada lifer representa a primeira vez que, reconhecidamente, se vê/ouve determinada espécie de ave), socialização e revisão de imagens, sorrisos e desejo de reviver cada instante e eternizá-lo.

No Papo de Passarinho os participantes compartilham sua experiência com a observação de aves, buscam na memória estórias e histórias sobre aves, e se permitem encontrar-se consigo mesmo. Tipo terapia em grupo, quando a sua experiência enriquece e amplia a do outro.

Para o final, reserva-se a colheita: quando nos damos conta de quantas aves foram vistas, ouvidas, percebidas, admiradas e, mais que isso, o quanto é bom interagirmos de forma reciprocamente positiva com o ambiente e como é possível tornar o poema perfeito e sentir-se parente de uma ave. Na bagagem? Muita história e lembrança de momentos únicos, especiais e inesquecíveis.

Mas você pode se perguntar: e se aparecer um mamífero, réptil, artrópode, a gente os ignora e segue, obstinadamente, em busca das aves? Não, sob hipótese alguma! O importante é celebrar o momento. No I Busca ao Lifer, o grupo foi presenteado, logo ao amanhecer, com a imagem de um lindo lobo-guará que se preparava para descansar depois de uma noite de caça. Mais tarde, a raposinha-do-campo, o teiú… E assim sucessivamente, os dias se passaram sempre em boa companhia e surpreendentes novidades.

A proposta é que o Busca ao Lifer se torne tradição e percorra várias regiões do Brasil. Neste ano (2014), o evento será realizado no período de 6 a 7 de setembro na base de campo do Instituto Mamede – RPPN Vale do Bugio, região de Corguinho – MS e em 2015 está previsto para a região do Pantanal. Na sequência se estenderá para outros biomas brasileiros.

Observar aves em liberdade e em seu comportamento natural é uma oportunidade bacana para contemplar e compreender a vida em sua totalidade. Venha participar conosco do II Busca ao Lifer no Cerrado: Birding Festival. Esperamos você!