O projeto Asas do Saber convida você a participar dessa iniciativa a favor das aves e da natureza, com o desejo de promover a sensibilização e envolvimento das crianças brasileiras na boa gestão dos recursos naturais

  • Texto: Marina Galeganni
  • Edição: Tatiana Pongiluppi
  • Compartilhado pelo fundador do Projeto Asas do Saber, Robson Bento

A proposta de voluntariado se resume da seguinte forma:

Precisamos de palestrantes para atuar nas escolas e para também realizar as atividades recreativas com as crianças. O objetivo é atuar com crianças de ensino fundamental, quarta e quinta série.

A palestra, com duração média de 40 minutos, foi elaborada pela bióloga Tatiana Pongiluppi, contendo diversos temas abordados, como por exemplo: o que são ecossistemas, a mata atlântica e sua importância, suas aves e outros moradores do bioma, observação de aves, técnicas para atraí-las, como é possível contribuir para a proteção da natureza, etc. O projetor de slides é usado nas salas de aula para melhor visualização dos alunos do conteúdo falado, sendo que esse material é geralmente disponibilizado pelas escolas.

O formato da palestra é uma referência do que pode ser feito e dito. O projeto pretende explorar o potencial e as características de cada voluntário, portanto, o conteúdo está aberto para ser moldado a partir das habilidades de cada um.

Após a palestra, desenvolve-se uma atividade recreativa com as crianças com duração em média de 15 minutos, podendo ser: desenhos de algumas aves, adivinhações de aves baseadas nos sons, teia da vida, dentre outras. O voluntário pode desenvolver qualquer atividade, desde que tenha as aves e a natureza como tema principal.

As cidades de atuação podem variar de acordo com a cidade local de cada voluntário, no entanto, em primeiro momento estamos focando no Estado de São Paulo.

E aí, quer fazer parte da nossa equipe e ser voluntário do Asas do Saber?

Caso esteja interessado em participar, mande um e-mail para projetoasasdosaber@yahoo.com.br ou entre no site www.projetoasasdosaber.com.br

 

Mais informações sobre o projeto Asas do Saber

O homem sempre fez parte da natureza. Entretanto, com o estabelecimento das cidades e desenvolvimento urbano desordenado, junto ao estilo de vida que leva-se atualmente, o afastamento e a desconexão do ser humano com a natureza ocorreu de forma gradual, até o momento em que os conflitos tomaram o lugar dessa relação.

Diante dessa situação preocupante, o Projeto Asas do Saber procura atuar no âmbito cultural/educacional, convidando a sociedade a obter conhecimento sobre a diversidade das aves do Brasil, partindo do discurso conservacionista de que só é possível proteger o que se conhece. Com o intuito de criar uma nova relação homem x natureza, transformando os olhares, o desafio maior encontra-se na questão de como despertar o sentimento de orgulho por fazer parte de uma natureza tão rica e bela e atuar na sua proteção, sendo que grande parte da sociedade mal conhece as riquezas naturais brasileiras.

A fim de minimizar este desafio, o projeto Asas do Saber escolheu as aves como foco das atividades e práticas por possuírem, além de uma beleza radiante, acessibilidade à todos os sentidos humanos, principalmente aos que trazem em si a oportunidade de olhar e escutar espécies que se encontram nos mais variados ambientes, como jardins, parques, florestas, quintais arborizados e até mesmo nos centros urbanos, com um pouco de sorte. Os pássaros estão por aí, livres para serem observados com carinho, estabelecendo um vínculo mais vivo, consciente e atuante com o ser humano.

Através de toda diversidade e características marcantes das aves as pessoas são convidadas a conhecer a riqueza da biodiversidade brasileira, mostrando a importância da preservação dos nossos ecossistemas, plantando assim a semente necessária para que as novas gerações tenham maior consciência e respeito com relação à natureza.

De acordo com Jacques Costeau, “protegemos o que amamos, amamos o que conhecemos”; este é o ponto chave para a iniciativa do projeto Asas do Saber, que consiste na realização de palestras sobre educação ambiental idealizadas pela bióloga e educadora ambiental Tatiana Pongiluppi, exposições fotográficas realizadas por Robson Bento, fotógrafo e fundador do projeto, além de outras atividades recreativas tendo como foco as crianças de escolas públicas e particulares do ensino fundamental.

Após a realização das dinâmicas educativas, O Asas do Saber tem como proposta a entrega de folhetos informativos e brinquedos que tenham a biodiversidade como tema. A primeira intervenção do projeto foi feita em outubro de 2014, na Escola Municipal Bernardo O’Higgings, localizada na zona sul da cidade de São Paulo.

Para que o projeto continue atuando nas escolas e ampliando sua comunicação, é necessário o engajamento de profissionais interessados na educação ambiental atuando como agentes efetivos para um relacionamento consciente com a natureza. Dessa forma, é de extrema importância reunir voluntários para a realização de palestras nas escolas brasileiras.

 

Ações a favor da divulgação do birdwatching e da conservação da natureza