Belo Horizonte possui atualmente uma lista de 347 espécies de aves registradas de forma direta ou considerando documentos históricos. Segundo informações do site WIKIAVES, maior fonte de dados sobre a avifauna brasileira na internet, a capital mineira possui 292 espécies com fotos e/ou registros sonoros*. Segundo o mesmo site, a cidade é a terceira em quantidade de observadores cadastrados, somando 361 pessoas**.

 

  • Texto: Eduardo Franco – Coordenador de Projetos – Ecoavis
  • Site: http://www.ecoavis.org.br/
  • Fotos: Ecoavis – divulgação e Eduardo Franco

Além disso, BH possui 70 parques administrados e mantidos pela Fundação de Parques Municipais – FPM que somam uma área de aproximadamente 8,6 milhões de metros quadrados. Nesses locais, encontra-se sob proteção grande parte do patrimônio ambiental de Belo Horizonte como: a Serra do Curral, áreas de Cerrado, Mata Atlântica e Campos de Altitude, além de nascentes que abastecem diversos córregos da Bacia do Rio das Velhas e, em consequencia, do Rio São Francisco.

Por tudo isso, não resta dúvida que BH é uma cidade com excelente potencial para a prática da observação de aves. Sendo assim, a ECOAVIS e a FPM criaram o Projeto AVISTAVIS, que em seu segundo ano realiza atividades de observação de aves nos parques da capital. O projeto tem como objetivo central estimular a população de Belo Horizonte, por meio da observação de aves, a utilizar os parques e consequentemente estreitar o contato com a natureza.

Em 2012, o projeto teve aproximadamente 115 participações. Foram visitados 10 parques e registradas 133 espécies de aves distribuídas em 38 famílias. Ao final de cada atividade, foi gerado um relatório contendo a lista dos registros, informações relevantes sobre a estrutura e a conservação do parque, bem como sobre seu potencial para a prática da observação de aves.

Além dos excelentes resultados citados acima, o projeto foi um dos principais responsáveis pelo aumento do quadro de associados da ECOAVIS – que já ultrapassa 270 membros – e também pelos destaques que a instituição ganhou na mídia televisiva e impressa.

Como Coordenador de Projetos da ECOAVIS e um dos líderes desse projeto, sinto-me orgulhoso por contribuir para o crescimento da ONG bem como para o crescimento da observação de aves como ferramenta educativa e turística. Agradeço também a todos que de uma forma ou de outra auxiliaram para o sucesso do projeto.

*,** Dados de 11 de outubro de 2012.