Sem falar da competência e paciência. Este post não é recomendado para pessoas suscetíveis a crises de angústia :o) Comentários de Claudia Komesu sobre as fotos do Cristian Andrei, feitas com uma Nikon D800 (36MP, full frame, lançada no início de em 2012) e lente 300 f2.8 com teleconverter 2.0. Pequena comparação com a Canon 7D (18MP, lançada em setembro de 2009) com lente 100-400.

 

  • Passeio em Águas de São Pedro – SP nos dias 15 e 16 de setembro de 2012, participantes Claudia Komesu e Cristian Andrei
  • Comentários de Claudia Komesu

A comparação com a Canon 7D não é totalmente justa, porque eu tenho o grande defeito de falta de músculos (e emoção demais), muitas vezes tremo a câmera, mesmo com tripé. Um outro fotógrafo teria conseguido fotos melhores. Não estou me fazendo de coitadinha, consegui muitas fotos boas, principalmente mais retrato e menos ação. Nas brigas dos frangos, o que a Nikon D800 consegue rastrear e manter o foco é incrível.

Mas o que realmente faz cair o queixo é a história dos 36MP aliada a uma lente excelente como a 300 2.8 com tele de 2x. Nem preciso comentar, vou mostrar os exemplos abaixo. Logo faço o post do passeio em Águas de São Pedro.

 

Arquivo original da foto de abertura. A foto de abertura do post é um recorte 100% (ou seja, dimensionei um retângulo de 960×640 e apliquei na foto)

 

Outro exemplo do arquivo original e do recorte possível, tanto em 100% como a composição que escolhi (sou eu que edito as fotos do Cris, ele não se interessa pela pós-foto)

 

Um dos ótimos momentos de briga dos frangos. Gosto muito das minhas fotos, mas quando olhei as do Cris, parei de editar as minhas e fui mexer nas dele, é incrível o resultado. Fotos editadas, com o recorte escolhido, e depois o crop em 100%.

O Cris já se ofereceu pra me comprar uma 300 2.8, uma câmera Canon mais pro. Mas eu sou uma pessoa simplória e fracote, que acha errado ter um equipamento se não sou capaz de carregá-lo. Não conseguia aguentar a Nikon D300 com a Sigma 50-500 VR, por isso mudei pra Canon 7D com a 100-400, um dos conjuntos mais leves, mas que já me cansa e machuca os ombros. Não consigo carregar a 300 2.8. Mas depois de ver estas fotos, se eu tivesse um mínimo de vergonha na cara ia fazer musculação.