Em novembro de 2011 fui ao Peru para participar do Congresso de Ornitologia Neotropical e aproveitei para concretizar o sonho de conhecer os barrancos dos quais muitos psitacídeos se alimentam na Amazônia, conhecidos como clay licks, localizados na Reserva Nacional de Tambopata, município de Puerto Maldonado, na fronteira com o Brasil e Bolívia.