Fotos e breve relato de alguns passeios em Caraguatatuba

  • Texto e fotos: Rodrigo Madureira Ribeiro

Nos primeiros dias na casa de minha sogra, observava um novo inquilino: um beija-flor-tesoura que insistia em fazer ninho no abrigo das telhas sobre os fios de energia. Minha sogra dizia que o ninho sempre caía quando o filhote estava grande, mas o beija-flor voltava e fazia outro ninho no mesmo lugar. Nos dias que eu estive presente percebia que o beija-flor ia nas taboas buscar uns fiapinhos para reforçar o ninho.

Alguns dias depois, tomando café escuto o barulho vejo lá fora era um belo tiê-sangue. Nesse dia larguei o café montei a máquina e disse “é agora!”, pronto fiz o registro. No outro dia espalhei sementes para pássaros no chão embaixo da goiabeira, para minha surpresa apareceram canários-da-terra-verdadeiros.

Depois comecei a levantar umas cinco e meia da manhã, colocar a câmera na mochila, e pegar bicicleta no caminho beirando a praia. Achei muitas batuíras-de-bando, uma garça-azul, lavadeira-mascarada, gaivotões, socozinhos.

Nos outros dias resolvi fazer outro caminho, não ia pela praia, andava de bicicleta próximo à fazenda Serra Mar, fiz esse mesmo percurso durante três dias e achei uma rua muito interessante: moradores colocavam frutas e sementes para as aves sobre suportes na calçada. Nesses dias registrei coruja-buraqueira, falcão-de-coleira, garibaldi, caminheiro-zumbidor, tico-tico-do-campo, carão, garça-branca-grande, jaçanã, gavião-caboclo, pé-vermelho, andorinha.

Outro local que gostei muito de conhecer foi o Núcleo Caraguatatuba, estava muito calor tinha chegado tarde, não foi o ideal lá só registrei um beija-flor-rajado, mas gostei do local, os guias e o gestor do parque são atenciosos. E é um local que recomendo e desejo voltar em breve.