O Pantanal é um dos lugares mais especiais do Brasil, e com certeza no mundo. Sua riqueza e abundância de fauna é comparada à África. Já fui várias vezes ao Pantanal, e neste ano decidi montar um roteiro com muitas oportunidades para quem gosta de passarinhar com tranquilidade, concentrado na fauna, e que está em busca de ótimas fotos.

IMG_8535 Tuiuiús no pôr do sol copy_Geiser

 

  • Texto e fotos: Geiser Trivelato
  • Câmeras: Canon 50D e Canon 7D, lentes Canon 300 f4 e 100-400
  • Obs: as fotos neste post são apenas da minha viagem mais recente, em setembro de 2012
  • Contatos
    Email: geiser.trivelato@gmail.com
    www.geisertrivelato.webs.com
    Fone: (35) 3443 3773 ou cel (35) 8811 3773

Sou fotógrafo profissional e guia de birdwatching há vários anos. Moro em Jacutinga – MG, guio nessa região, e também levo muita gente para a Canastra. O Pantanal é um dos meus locais favoritos, onde já tive a oportunidade de passarinhar várias vezes. Montei um roteiro de viagem pela Transpantaneira, na região de Poconé – MT, totalmente voltado para o birdwatching e observação de mamíferos. Tenho acordo com a maioria das pousadas listadas neste post, em que minha hospedagem não tem custo quando eu levo clientes para essas pousadas.

Neste post você verá informações detalhadas sobre o roteiro, custos, e possíveis avistamentos.

EM BREVE: Para o futuro planejo um roteiro para observação e fotografia de onças-pintadas na Transpantaneira. Com probabilidades enormes e quase 100% de certeza de encontrar o bicho na época e nos locais certos e na luz do dia! Mas esse roteiro ainda precisa de um pouco mais de tempo para ser planejado, pela questão dos altos valores solicitados pelos hotéis, piloteiros, aluguel de barcos e combustível para os motores das voadeiras, na região de maior incidência das onças.

 

Informações gerais

Quando ir: o Pantanal é bom o ano todo, mas evite o período das cheias e das chuvas, de janeiro a abril, o número de insetos nesta época pode incomodar. Os melhores meses seriam os da seca no Pantanal, de julho a outubro. Mas maio -junho e também novembro-dezembro não deixam a desejar.

Com quanto tempo de antecedência deve ser agendada esta viagem? As pousadas da Transpantaneira são muito requisitadas por observadores de aves do mundo todo e a maioria delas possui poucos quartos disponíveis. Por este motivo, sugiro aos interessados que pensam em fazer uma viagem como esta que se programem com bastante antecedência. Sugiro algo em torno de 6 meses antes da viagem, já entrarem em contato comigo para irmos reservando as pousadas e outros detalhes mais. Todo o contato com as pousadas, as reservas, ficarão por minha conta. O cliente será avisado apenas para fazer os depósitos das porcentagens antecipadas que algumas pousadas solicitam para garantir a reserva dos apartamentos. Com esta antecedência, também é possível ir pesquisando por passagens aéreas em promoções para Cuiabá.

Como fazer a viagem até o local: A melhor opção é ir de avião até Cuiabá e alugar um veículo posteriormente ao lado do aeroporto para seguir até Poconé (distante apenas 100km de Cuiabá) e onde começa o Pantanal.

De carro, as distâncias de São Paulo capital até Poconé MT é de 1640km. Moro em Jacutinga – MG, a cerca de 100km de Campinas – SP e a 200km de São Paulo, capital. O aeroporto mais próximo de minha cidade é o de Viracopos em Campinas – SP.

Número ideal de pessoas: Grupos de 1 a 4 clientes. No caso de carros populares, o ideal seria de no máximo 3 clientes + eu como guia, pela questão de espaço durante o transporte e para todos do grupo terem acesso às janelas do veículo para fotografar. Eu posso dividir a direção. No caso de grupos maiores (não recomendado para observação de aves), o melhor seria aluguel de vans ou outros veículos similares com motorista.

Espécies interessantes com chances de avistamento

Aves: mutum-de-penacho, pavãozinho-do-pará, picaparra, bate-pára, pipira-da-taoca, udu-de-coroa-azul, joão-pinto, mãe-da-lua-gigante, garça-da-mata, garça-real, solta-asa, pica-pau-amarelo, chora-chuva-preto, araçari-castanho, joão-grilo, gavião-belo, martinho, arapaçu-beija-flor, catatau, arara-azul-grande, jacu-de-barriga-castanha, jacurutu, casaca-de-couro-de-crista-cinza, lavadeira-de-cara-branca, xexéu, gavião-preto, tachã, garça-azul, arapapá, corucão, tuiuiú, rolinha-vaqueira, jacutinga-de-garganta-azul, anu-coroca, arapaçu-do-campo, cauré, casaca-de-couro-amarelo, graveteiro, joão-do-pantanal, asa-de-telha, carretão, cardeal-do-banhado, iraúna-de-bico-branco, pica-pau-louro, pica-pau-dourado-escuro, papagaio-verdadeiro, aratinga-de-testa-azul, periquito-de-cabeça-preta, caturrita, maracanã-de-colar, ema, ferreirinho-de-cara-parda, talha-mar, caburé, chororó-do-pantanal, choró-boi, cardeal, sabiá-gonga, tapicuru-de-cara-pelada, maçarico-real, surucuá-de-barriga-vermelha, maria-pechim, vite-vite-de-cabeça-cinza.

Outros animais do Pantanal, que nesta viagem a região da Transpantaneira não são raros: anta, cervo-do-pantanal, bugio, macaco-prego, quati, cachorro-do-mato ou lobinho, cutia, tamanduá-bandeira, tamanduá-mirim, queixada, cateto, irara, mão-pelada, veado-catingueiro, tatu-peba, capivara, lontra, ariranha, iguana, lagarto-teiú, jacaré-do-pantanal as centenas, algumas cobras e com muita sorte uma onça-pintada descansando nas margens de um rio.

 

Pousadas

Abaixo, lista de Pousadas que podemos utilizar na região de Poconé (recomendo não ficar hospedado em apenas um local. Por experiência própria, quanto maior o número de locais de hospedagem, maiores as chances de encontrar novas espécies). Obs: Tenho acordos com praticamente todas estas pousadas listadas abaixo onde combinei com elas que minhas diárias e day-use serão de graça por eu ser guia. A exceção é a Pousada Pantaneira na cidade de Poconé, onde o cliente tem que pagar também pela minha estadia (R$ 50 por dia) ou no Sesc Pantanal (R$ 280 por dia em apart. individual):

1- Pousada Pantaneira: dentro da cidade de Poconé, localizada bem na saída para a transpantaneira no km 0. Serve café da manhã apenas, mas fica bem localizada e próxima ao centro da cidade onde temos opções de restaurantes.

2- Pousada Piúval: no km 10 da transpantaneira, fazenda rural já dentro do Pantanal, pode ser usada para Day use, com trilhas e almoço incluído no valor.

3- Pousada Pouso Alegre: no km 33 da transpantaneira, fazenda rural dentro do Pantanal, pode ser usada para pernoites com pensão completa, oferece trilhas e da sede da pousada até a Transpantaneira temos 7 km de uma estrada aterro particular muito boa para ver animais.

4- Pousada Araras Eco Lodge: no Km 32 da transpantaneira, fazenda rural dentro do Pantanal, pode ser usada para pernoites com pensão completa, mas pela proximidade com o Pouso Alegre sugiro fazer o day-use com eles, onde será oferecido almoço + uma excelente trilha sobre passarelas de madeira de mais de 1km de extensão e que foi construída suspensa sobre brejos e matas levando ao seu final a uma torre de observação de 20 metros de altura onde podemos ver os macacos bugio.

5- Pousada Rio Claro: no km 42 da transpantaneira, fazenda rural dentro da planície do pantanal, pode ser usada para pernoites com pensão completa e oferece trilhas e barcos a motor pelo Rio Claro.

6- Pousada Santa Tereza: no km 65 da transpantaneira, fazenda rural dentro da planície do pantanal, deve ser usada como local para pernoites com pensão completa, oferece trilhas pela mata ciliar e duas torres de observação além de barcos a motor pelo Rio Pixaim.

7- Hotel Sesc Pantanal: no km 50 da estrada parque Poconé/Porto Cercado, grande estrutura para receber um grande número de turistas ao mesmo tempo, as margens do Rio Cuiabá em pleno pantanal, pode ser usada para pernoites com pensão completa, tem trilhas e barcos a motor pelo rio Cuiabá, corixos e baías adjacentes.

 

Exemplo de roteiro de 7 dias pelo Pantanal norte (Poconé, Transpantaneira e Sesc Pantanal)

Datas de 17 a 24 de Julho de 2013

Dia 17/07 – Chegada ao aeroporto de Cuiabá/Várzea Grande MT na parte da manhã, aluguel de veículo próximo ao aeroporto (sugestão de empresa: “Localiza”) e translado de 110km de Cuiabá a Poconé, com possível parada para almoço e para observação de aves pelo caminho. Dependendo do horário da chegada a Poconé, podemos aproveitar o final da tarde e pegar a estrada parque que liga Poconé a Porto Cercado/Sesc Pantanal e fazer observações e fotos nos 50 km da rodovia asfaltada, principalmente com paradas nas pontes e no grande brejo próximo ao Sesc Pantanal. Pernoite na Pousada Pantaneira no km 0 da transpantaneira na saída da cidade de Poconé. Esta pousada não serve refeições, por isso jantaremos em um restaurante do centrinho de Poconé que fica próximo a Pousada Pantaneira. Valor desta Pousada: R$ 50 quarto individual e R$ 100 quarto duplo com café da manhã. Nesta Pousada os clientes terão o custo de minha hospedagem (R$ 50). A princípio não é preciso adiantar nada com esta pousada com relação ao pagamento antes da viagem.

Dia 18/07 – Café da manhã na Pousada Pantaneira e saída pela estrada parque Transpantaneira até o km 10, onde entraremos na Pousada Piuval e faremos um Day use pela manhã, com trilha e almoço, no valor de R$ 65 por pessoa (pagamento realizado somente quando chegar a Pousada). Eu como guia não pago. Depois do almoço saída pela transpantaneira do km 10 ao km 33, onde entraremos em um aterro de 7km até a sede da Pousada Pouso Alegre, lar das Araras-azuis. Nesta Pousada faremos 2 pernoites, com pensão completa e trilhas, além de podermos usar o aterro de 7 km da Pousada (muito bom para aves e mamíferos) na hora que a gente quiser, podemos estar voltando para a Transpantaneira e estar fazendo safáris fotográficos com o nosso próprio carro, inclusive a noite. Valor das diárias no Pouso Alegre: R$ 260 quarto individual e R$ 380 quarto duplo (pagamentos realizados apenas quando estiver na Pousada). Eu ficarei em alojamento coletivo e não pagarei nada pelas diárias.

Dia 19/07 – Pensão completa na Pousada Pouso Alegre. Na parte da manhã voltaremos até a Pousada Araras Eco Lodge no km 32 da transpantaneira para fazer uma trilha suspensa de mais de 1 km sobre passarelas de madeira e que leva a torre do Bugio, uma torre de observação de 20 metros de altura, local muito legal, passando por cima de brejos e por dentro de capões de matas. O valor para fazer esta trilha no Araras Eco Lodge é de R$ 35 por pessoa e podemos para garantir a vaga antecipada nesta trilha optarmos pelo Day use que a Pousada Araras oferece, com a trilha da torre do bugio + almoço na pousada pelo valor de R$ 65 por pessoa (pagamento adiantado para realizar a reserva). Na parte da tarde, volta para Pousada Pouso Alegre com observações e trilhas no local onde pernoitamos novamente.

Dia 20/07 – Café da manhã no Pouso Alegre e saída pela transpantaneira até o km 42, onde sairemos da rodovia principal em um aterro que leva até a Pousada do Rio Claro para mais uma pernoite com pensão completa. Na chegada almoçamos, faremos uma trilha ou barco a motor pelo Rio Claro, jantamos e pernoitamos. O valor da diária na Pousada Rio Claro será de R$ 283 no quarto individual e de R$ 380 para o quarto duplo. Eu como guia não pagarei nada para ficar no alojamento. Nesta Pousada os clientes terão que adiantar 30% do valor total da estadia para confirmar a reserva.

Dia 21/07 – Café da manhã na Pousada Rio Claro, seguida de trilha ou barco a motor pelo Rio Claro. Teremos direito a uma trilha e um passeio de barco nesta pousada. Antes do almoço partiremos do Rio Claro para percorrer a transpantaneira do Km 42 até o 65, chegando a Pousada Santa Tereza onde teremos 2 pernoites. Ficaremos com pensão completa, nas margens do Rio Pixaim, teremos direito a trilhas (com torres de observação) e passeios de barco a motor pelo Rio Pixaim onde normalmente é possível ver ariranhas e a onça-pintada foi avistada algumas vezes em 2012. Chances de encontrar a garça-da-mata (também conhecida como socó-beija-flor). Valor com pensão completa: R$ 329 para quarto individual e R$ 423 para quarto duplo. Eu como guia vou grátis também na Santa Tereza. Nesta Pousada os clientes terão que adiantar 50% do valor total da estadia para garantir as reservas.

Dia 22/07 – Na Pousada Santa Tereza, barco a motor pelo Rio Pixaim e trilhas pela mata ciliar na área da própria pousada. Uma 2ª opção seria pegar o carro e voltar para Transpantaneira e seguir mais para frente, do km 65 ao km 145 que é o final da estrada parque no Porto Jofre. Fica a critério dos clientes este passeio e se o combustível do carro for suficiente, pois não teremos postos de combustível na transpantaneira, a solução seria voltar à cidade de Poconé em algum dos dias anteriores para abastecer antes de ir ao km 65 até o Santa Tereza que seria a Pousada mais distante que ficaremos de Poconé.

Dia 23/07 – Café da manhã na Pousada Santa Tereza e pegamos a Transpantaneira novamente para safári fotográfico com nosso carro alugado, podemos comer algo no horário do almoço em apenas 2 pontos da estrada, ou no km 63 ou no km 32 onde temos barzinhos, com pastel, refrigerantes, ou mesmo almoço no caso do km 32. A idéia é voltar para Poconé até o final da tarde para pernoite na Pousada Pantaneira (a mesma do inicio de nossa viagem) com o custo de R$ 50 por pessoa. Como teremos todo o dia 23 a nossa disposição para fazer com o carro alugado, podemos logo pela manhã voltar os 65 km até Poconé , almoçar na cidade e na parte da tarde fazer com mais calma a estrada parque de 50km que liga Poconé a Porto Cercado/Sesc Pantanal. A noite teremos a pernoite na Pousada Pantaneira como já disse anteriormente. O jantar será realizado no centrinho de Poconé que fica próximo a Pousada, em algum restaurante ou barzinho.

Dia 24/07 – Café da manhã na Pousada Pantaneira em Poconé e viagem de volta para Cuiabá/Várzea Grande até o aeroporto, dependendo do horário do vôo dos clientes, podemos ainda aproveitar as estradas próximas a Poconé na parte da manhã…

 

Valores de minhas diárias como guia

Se guiar uma única pessoa o preço será de R$ 130.

Se guiar duas ou três pessoas o preço será de R$ 150 (valor que poderá ser dividido pelo grupo).

Se guiar quatro ou mais pessoas o valor será de R$ 180 para o grupo dividir.

Obs: Além de minhas diárias, ficarão por conta do cliente que me contrata as minhas possíveis despesas com passagens aéreas, refeições que estejam fora do pacote das pousadas, translados, etc.

 

Previsão de custos de uma viagem de 7 dias para um grupo de 4 clientes dividindo as despesas

Estimativa de valor por pessoa, sem a parte aérea: R$ 2.115

Valores incluídos constam as pousadas no Pantanal com pernoites em apartamentos duplos (2 clientes em cada quarto) seguindo os tarifários das pousadas para 2013, todas as refeições, o aluguel de veículo, combustível e guia ornitológico. Não incluso apenas as passagens aéreas:

– R$ 1.258 por pessoa referentes às 7 diárias em quartos duplos nas 4 pousadas do Pantanal (2 dias na Pousada Pantaneira, 2 dias na Pousada Pouso Alegre, 01 dia na Pousada Rio Claro e 2 dias na Pousada Santa Tereza) com pensão completa + 2 day-use com almoço em outras 2 pousadas (Pousada Piuval e Pousada Araras Eco Lodge). Neste roteiro faremos observações e fotografias em 6 pousadas diferentes, sendo 5 destas pousadas localizadas no meio do Pantanal e apenas 1 pousada localizada na cidade de Poconé para servir de base nos dias de nossa chegada e de nossa partida . Obs: Se ficar em quartos individuais este mesmo valor aumenta para R$ 1725 por cliente.

– R$ 1.260 de meus 7 dias de serviço de guia, divididos pelos 4 clientes = R$ 315 por pessoa.

– R$ 1.120 do valor total dos 7 dias de aluguel de carro em Cuiabá (carro popular com ar e 4 portas com o valor sugerido de R$ 160 por dia), divididos pelos 4 clientes = R$ 280 por pessoa.

– R$ 250 de combustível pensando em fazer 800km em 7 dias a uma média de gastos de combustível de 10km/litro e o valor da gasolina a R$ 3,10 o litro. Divididos pelos 4 clientes = R$ 62 por pessoa.

– R$ 200 por pessoa de alimentação extra fora das refeições oferecidas pelas pousadas.

 

Importante: valor calculado apenas para se ter uma idéia dos custos, esses valores podem sofrer modificações para mais ou para menos, caso o número de integrantes do grupo seja diferente, se o número de dias da viagem for maior ou menor, se os clientes optarem por ficar em quartos individuais ou triplos e principalmente se as escolhas das pousadas forem diferentes da maneira aqui proposta neste roteiro, que foi feito de maneira a maximizar o número de espécies encontradas, mas que pode ser alterado a qualquer momento pelo cliente para reduzir custos.

Dá para fazer uma viagem bem mais em conta pela região, escolhendo ficar hospedado somente na Pousada Pantaneira na cidade de Poconé, mas com isso não teremos acesso a muitos locais particulares que teríamos se ficarmos hospedado na transpantaneira. Posso dizer por experiência própria que acordar de manhãzinha nas pousadas rurais no meio do pantanal aos sons e movimentos das aves é algo único e pode valer o investimento por se tratar de uma viagem especial, longa e a um paraíso distante em que não se pode ir toda hora. Fica a dica de quem já esteve ali várias vezes e ama o pantanal e as formas de vida que o habitam.

 

 

Posts de Geiser Trivelato na Virtude-AG

 

Destinos Favoritos (+)

 

3 Responses to Aventura pela Transpantaneira: novo roteiro para quem busca ótimas fotos, fev/13. Por Geiser Trivelato.