Chegou a época em que os campos de arroz começam a ter um movimento enorme de aves, as cidades paulistas de Tremembé e Taubaté recebem visitantes de toda parte, sejam aves migrando ou seres humanos em busca da observação. Esse período começa em novembro e se estende até fevereiro.  

Ao ser convidada pela Claudia Komesu para compartilhar um momento mágico no Virtude-AG, como por exemplo: “A aparição de uma ave rara, alguns segundos ou minutos podendo observar bem de perto alguma ave ou outro animal, uma luz muito especial, o olhar do bicho, e mesmo fotos ruins, mas que o autor sabe do valor.”, …

No dia 27 de novembro (na verdade na madrugada do dia 26) fui para a cidade São Paulo com um objetivo duplo: o sábado foi muito agitado com o pessoal da faculdade, visitas ao Butantã, ao zoológico e uma rápida passada no Jardim Botânico (onde quero voltar!). No domingo iríamos passarinhar em Tremembé.  

Desde meados de setembro, “papeando” no Grupo Virtude (Facebook), eu, a Claudia Komesu (doravante chamada de Claudinha) e a bióloga Daiane Barros (doravante chamada de Dai), decidimos fazer uma passarinhada. Vai daqui, vai dali, acertamos data e local.  

Já falei aqui de minha predileção por aves aquáticas em seus ambientes molhados e, desta vez, vou mostrar algumas espécies facilmente encontradas em parques municipais, lagos naturais ou artificiais, lagoas de pesque-pague, rios, inclusive dentro das cidades e banhados na beira de estradas do interior. São, como a Claudia denominou, “Belas e Fáceis” e basta …

12